Ouça agora

Ao vivo

Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Costa do Sol
Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Norte Fluminense
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Angra dos Reis
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Maricá
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Estado
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho

Hospital Retaguarda Gonçalense será ampliado

Unidade de saúde passará por reestruturação.
Foto: Reprodução

Com a política de levar mais qualidade e celeridade aos serviços oferecidos pela área de saúde, a Prefeitura de São Gonçalo deu início à obra de ampliação, reforma e de adequação do Hospital Municipal Retaguarda Gonçalense, no Centro da cidade. Um novo prédio será erguido ao lado do atual, que trará mais possibilidade de novos atendimentos na unidade de saúde. O antigo prédio também receberá reformas e obras de adequações e os dois serão unidos no fim das intervenções.

Atualmente, o hospital recebe pacientes transferidos das unidades municipais de pronto atendimento (Umpas) de Nova Cidade, Pacheco e Santa Luzia e do Pronto Socorro Central, no Zé Garoto. A função é ficar com pacientes que precisam de hospitalização, mas que não necessitam de uma unidade de urgência e emergência.

Com a ampliação do Retaguarda – que receberá novo prédio com dois centros cirúrgicos para operações de baixa e média complexidades – ele terá nova função.

“O objetivo com a reestruturação é que o Retaguarda passe a realizar cirurgias onde a dependência do paciente não seja muito grande. Serão cirurgias menores, rápidas e sem potenciais chances de complicações para que os pacientes possam receber alta no dia seguinte, liberando os leitos para novas admissões. Assim, conseguimos dar mais celeridade às filas das cirurgias. Vamos focar na ampliação dessa assistência”, disse a subsecretária de Urgência e Emergência, Bianca Serour.

Foto: Reprodução

As mudanças também trarão novos leitos, que passarão dos atuais 56 para 124 de enfermaria, um aumento de 120%. Além dos 20 leitos do Centro de Tratamento Intensivo (CTI). As obras vão começar com o novo prédio, sem que o atual seja desativado.

Com a finalização desta primeira obra, o antigo Retaguarda receberá as obras de adequação e modernização obedecendo as normas da Anvisa: a RDC 50, que diz respeito aos ambientes e a NBR 9050, sobre acessibilidade (rampa, piso tátil, barras, banheiros adaptados para pessoas com deficiência e com campainha de alerta).

“É mais uma grande obra que a saúde necessita e solução que eu e o prefeito Capitão Nelson enxergamos para acelerar as filas das cirurgias mais simples, além de ampliar os leitos de internação dando mais dignidade aos munícipes. A nova unidade deverá ficar pronta até o fim do próximo ano, possibilitando que milhares de gonçalenses tenham os seus problemas de saúde resolvidos dentro do município e com menos espera”, explicou o secretário municipal de Saúde e Defesa Civil, Gleison Rocha.