Ouça agora

Ao vivo

Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Estado
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Cultura
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Destaque
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Angra dos Reis
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Brasil
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades
Nova Iguaçu
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades

Cláudio Castro apoia reforma tributária e criação de fundo de desenvolvimento

Governador se reuniu com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e outros chefes de Estado.
Foto: Reprodução

Em reunião em Brasília, nesta quinta-feira (22), com o Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e outros 14 Chefes de Estado, o Governador Cláudio Castro reforçou o apoio à Reforma Tributária e defendeu a criação do Fundo de Desenvolvimento Regional.

Segundo Castro, o Fundo de Desenvolvimento é uma forma de compensar os estados pelo fim de benefícios fiscais, reduzindo as desigualdades entre as regiões do país e estimulando o crescimento socioeconômico, além da geração de emprego e renda.

Precisamos pensar em um Brasil que cresça junto. Não é porque o Rio é o estado que mais contribui, representando 20% do PIB nacional, que não olho por uma lógica federativa. Apoio a reforma, porque o modelo de hoje está levando o país ao buraco. Mas tenho as minhas inquietudes, porque preciso entender a conta do mês seguinte, que tem que ser paga para não prejudicar a população”, destacou o governador.

Na semana passada, o relator da reforma, deputado Aguinaldo Ribeiro, apresentou as diretrizes aprovadas pelo grupo de trabalho parlamentar. E no café da manhã, o presidente da Câmara, Arthur Lira, reforçou o compromisso de pautar a reforma no plenário no início de julho, para que o Senado a aprove até o fim do ano.

Só podíamos entregar o texto da reforma depois de debater com os governadores, ouvir sugestões e preocupações. Vamos avaliar e discutir também ao longo das próximas semanas para que haja simplificação, menos burocracia e segurança jurídica”, afirmou Lira.

Reforma

Na primeira fase, a reforma vai alterar o modelo de cobrança sobre o consumo. A previsão é que os atuais tributos (PIS, Cofins, ICMS e ISS) sejam substituídos pelo IVA (Imposto sobre Valor Agregado) dual, sobre impostos federais e estaduais. O IVA seria cobrado no destino, ou seja, no local onde os produtos são consumidos, e não mais onde eles são produzidos.