Ouça agora

Ao vivo

Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
G20 inicia semana de encontros econômicos e sociais no Rio
Brasil
G20 inicia semana de encontros econômicos e sociais no Rio
Eleitorado do Rio de Janeiro será 4,6% maior nas eleições deste ano
Política
Eleitorado do Rio de Janeiro será 4,6% maior nas eleições deste ano

Vídeo: Acidente em destilaria em Portugal despeja uma correnteza de vinho pelas ruas

Amaior preocupação era que o vinho fosse para o rio Cértima e provocasse um desastre ambiental
Foto: Reprodução Internet

Moradores de Anadia, em Portugal, foram surpreendidos na manhã de domino (10) por uma correnteza de vinho provocada pela eclosão de dois depósitos localizados no povoado de Levira.

De acordo com o Jornal de Notícias, de Portugal, o incidente ocorreu em dois depósitos de vinho da Destilaria Levira. A Câmara Municipal afirmou que conseguiu evitar “um desastre ambiental”, ao impedir que a bebida chegasse ao rio Cértima.

“A nossa maior preocupação foi que o vinho não fosse para o rio Cértima e provocasse um desastre ambiental. Segundo o nosso coordenador da Proteção Civil, essa monitorização está a ser feita e o problema ambiental está a ser evitado”, disse ao JN Jorge Sampaio, vice-presidente da Câmara.

Bombeiros de Portugal drenam o vinho

Os Bombeiros Voluntários de Anadia foram capazes de dragar (remoção ou retirada) o líquido e levá-lo para uma estação de tratamento de águas residuais. Até o momento, as causas para a eclosão dos depósitos de vinho não foram esclarecidas. As autoridades portuguesas seguem investigando o incidente.

A Destilaria Levira lamentou o incidente e informou que vai assumir a responsabilidade pelos danos causados, inclusive a limpeza das ruas: “Apesar de o incidente não ter causado qualquer ferido, queremos expressar a nossa sincera preocupação pelos danos causados”.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram milhares de litros da bebida percorrendo as ruas