Ouça agora

Ao vivo

Justiça reduz pena de condenado por morte de cinegrafista em protesto
Brasil
Justiça reduz pena de condenado por morte de cinegrafista em protesto
Bono, cachorro pentacampeão mundial de surf dog comemora aniversário no Rio
Destaque
Bono, cachorro pentacampeão mundial de surf dog comemora aniversário no Rio
Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Destaque
Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Destaque
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias

Vasco sofre transfer ban da Fifa

Lille-FRA, Nacional-URU e Atlético Tucumán-ARG acionaram entidade por causa das dívidas por Léo Jardim, Puma Rodríguez e Manuel Capasso, respectivamente
Foto: Daniel Ramalho / CRVG

O Vasco sofreu transfer ban da Fifa. Nos últimos meses, Lille-FRA, Nacional-URU e Atlético Tucumán-ARG acionaram a entidade por causa das dívidas por Léo Jardim, Puma Rodríguez e Manuel Capasso, respectivamente.

A SAF chegou a entrar em contato com alguns clubes credores com a promessa de realizar o pagamento na última terça-feira, mas por enquanto não transferiu o dinheiro e ainda não deu novo prazo. A expectativa é que com o novo aporte, previsto para até 5 de outubro, essa situação seja normalizada.

No caso de Léo Jardim, o Vasco já havia sido acionado pelo Lille no primeiro semestre após atrasar a primeira parcela, prevista para fevereiro. A SAF quitou a dívida um dia antes do prazo para sofrer o transfer ban. As outras parcelas foram combinadas para agosto deste ano e fevereiro de 2024. A do mês passado também não caiu na conta do clube francês.

Já os clubes sul-americanos reclamaram dos atrasos em julho. O Vasco ainda não quitou o valor de US$ 2 milhões (cerca de R$ 10 milhões) acordado com o Nacional na compra de 75% de Puma, adquirido em janeiro. Há também uma dívida com o Tucumán pela aquisição de 50% de Manuel Capasso, em fevereiro, por aproximadamente US$ 1,5 (R$ 7,8 milhões).

O clube não cumpriu o prazo dado pela Fifa e, por isso, sofreu o transfer ban. Mas isso não é motivo de preocupação para o Vasco, que planeja quitar as dívidas até o fim do Brasileirão.

O transfer ban impede o clube de inscrever novos jogadores, mas como o prazo de inscrição do Campeonato Brasileiro já se encerrou, o Vasco já não poderia contratar e regularizar ninguém. Assim, a SAF dá como certo o pagamento antes da próxima janela de transferências, ao fim da temporada.