Ouça agora

Ao vivo

Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Costa do Sol
Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Norte Fluminense
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Angra dos Reis
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Maricá
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Estado
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho

Vasco perde para o Cruzeiro em São Januário e se afunda ainda mais na crise

Vasco continua sem vencer em São Januário e fica mais próximo do seu quinto rebaixamento.

O Vasco mostrou porque é um dos piores mandantes da Série A do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado (8), em São Januário, no Rio de Janeiro, o Vasco perdeu por 1×0 para o Cruzeiro e se afundou no Z4 do Campeonato Brasileiro.

O Vasco vive uma crise sem precedentes. Com nove pontos, o Cruz-maltino segue cada vez mais perto do seu quinto rebaixamento, podendo encerrar a rodada na vice-lanterna, dependendo da combinação de resultados.

O próximo confronto do Vasco será o América, no fim de semana seguinte, fora de casa. Mas o Coelho encara o Corinthians, pela Copa do Brasil e o jogo está sem data definida. Sendo assim, o Cruz-maltino volta a campo só na semana do dia 23 de julho, diante do Athletico. Terá quase uma pré-temporada para entrar no eixos.

Com mais uma vitória, o Cruzeiro chegou ao sexto jogo sem saber o que é perder fora de Minas Gerais. O visitante mais indigesto do Brasileirão. Inclusive, a única derrota até aqui foi na estreia na Série A, por 2 a 1, para o Corinthians, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Já a crise do Vasco parece não ter fim. Esta foi a quarta partida que a equipe mandou em seu estádio, São Januário, e a quarta derrota. O time Cruz-maltino sequer balançou as redes da Colina Histórica.

Para completar, em todos os quatro confrontos no estádio, derrota por 1 a 0. Antes do Cruzeiro, perdeu para Bahia, Santos e Goiás, todos rivais diretos na briga contra o rebaixamento.

O primeiro tempo foi bem abaixo tecnicamente. As equipes se movimentaram bastante, mas pouco conseguiram criar. Assim, o jogo ficou preso entre as intermediárias, em um “perde e ganha”.

O que se podia ouvir eram os gritos dos membros da comissão técnica e dos estafe dos dois clubes, seja reclamando com a arbitragem ou incentivando os times para avançar.

Quando a partida se encaminhava para um final sem gols, apareceu a estrela de Felipe Machado. O volante cobrou falta com perfeição no canto direito de Léo Jardim e abriu o marcador no Rio de Janeiro. Falha do goleiro vascaíno.

O segundo tempo voltou sem mudanças nos times, mas com um ritmo mais empolgante. O Vasco até tinha mais a bola, mas mostrava imensa dificuldade em achar espaços na busca pelo empate.

O jogo foi ficando nervoso e o Cruzeiro acabou tendo as melhores chances no contra-ataque. Bruno Rodrigues teve mais uma boa chance de liquidar a fatura, mas acabou parando em boa defesa do arqueiro carioca. Com diversas alterações, o Vasco tentou abafar a equipe mineira, mas o útimo passe foi o principal vilão para mais uma derrota em casa. Crise sem fim no gigante da colina.