Ouça agora

Ao vivo

Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Destaque
Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Brasil
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico

Valença vai ganhar plano de segurança para melhor fornecimento de água

Segundo o MPRJ, a prefeitura já havia sido condenada a promover melhorias estruturais e operacionais no sistema de abastecimento
Foto: Reprodução

Após um acordo selado com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em uma audiência especial, na última quinta-feira (10), na 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Barra do Piraí, a prefeitura de Valença (RJ) prometeu elaborar, em até 90 dias, um plano de segurança para melhorar as condições do fornecimento de água na cidade.

O encontro contou com a presença do prefeito Luiz Fernando Furtado da Graça, além de representantes das Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Administração e Defesa Civil, e da Procuradoria do Município.

Segundo o MPRJ, a prefeitura já havia sido condenada a promover melhorias estruturais e operacionais no sistema de abastecimento. Como a situação não mudou, a Promotoria de Justiça encaminhou uma manifestação à 2ª Vara de Fazenda Pública de Valença solicitando a criação do plano de segurança.

O órgão exige que a água destinada aos moradores atenda aos padrões de potabilidade — condições que tornam a água potável — definidos pela Portaria do Ministério da Saúde.

Também de acordo com o MPRJ, com o plano de segurança, o gerenciamento de risco quanto à qualidade da água deverá melhorar tanto as captações superficiais (como em rios) como aquelas realizadas em poços coletivos e “minas”.