Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Uma pessoa está desaparecida e 6 seguem em estado grave após explosão em Paris

Explosão gerou cenas de caos e destruição na histórica Rue Saint Jacques.
Foto: Reprodução

Seis pessoas continuam em estado grave e uma ainda segue desaparecida nesta quinta-feira (22), um dia depois de uma explosão atingir uma rua perto do histórico Quartier Latin de Paris, informou a promotoria da cidade.

“Esses números ainda podem mudar”, disse a promotora Maylis De Roeck à Reuters em uma mensagem de texto, acrescentando que cerca de 50 pessoas ficaram feridas na explosão, que incendiou prédios e fez a frente de um desabar na rua.

De duas pessoas inicialmente consideradas desaparecidas, uma foi encontrada no hospital e está sendo tratada, afirmou a promotora, acrescentando: “As buscas estão em andamento para encontrar a segunda pessoa”.

As autoridades ainda não disseram o que causou a explosão, que, segundo testemunhas, ocorreu após um forte cheiro de gás no local.

A explosão gerou cenas de caos e destruição na histórica Rue Saint Jacques, que vai da Catedral de Notre-Dame à Universidade de Sorbonne, no momento em que as pessoas voltavam do trabalho para casa.

Também destruiu a fachada de um prédio que abriga a escola de design da Paris American Academy, popular entre os estudantes estrangeiros.

Florence Berthout, prefeita do distrito de Paris onde ocorreu a explosão, disse que 12 alunos que deveriam estar nas salas de aula da academia na ocasião foram felizmente visitar uma exposição com seu professor.

“Caso contrário, (o número de vítimas) poderia ter sido absolutamente horrível”, declarou Berthout à BFM TV.