Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Taxa de fecundidade cai para 1,6 no Brasil, a menor registrada na série histórica, diz ONU

Estudo aponta que a humanidade precisa tomar decisões sobre saúde sexual e reprodutiva livre de discriminação e violência.
Foto: Reprodução

A taxa de fecundidade brasileira caiu para 1,6, a menor já registrada na série histórica do país. Com isso, a média de filhos por mulher é 1,6, enquanto a média do mundo é de 2,1.

Os dados são do Relatório sobre a Situação da População Mundial, chamado de “8 Bilhões de Vidas, Infinitas Possibilidades”, que foi lançado nesta terça-feira, 11, pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), agência de desenvolvimento internacional da Organização das Nações Unidas (ONU) que trata de questões populacionais.

O estudo aponta que a humanidade precisa tomar decisões sobre saúde sexual e reprodutiva livre de discriminação e violência.

No Brasil, dados do Censo 2022 mostram que a população brasileira cresceu 6,45% desde 2010. A taxa de crescimento foi de 0,52% ao ano, o menor nível da série histórica.

Além disso, o relatório aponta que 66% da humanidade vive em países com taxa de fecundidade abaixo do nível de reposição, que é de 2,1 filhos por mulher. O estudo também diz que a expectativa de vida global atingiu a média de 72,8 anos. No país, o índice é de 73 anos para os homens e 79 para as mulheres.