Ouça agora

Ao vivo

Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Costa do Sol
Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Norte Fluminense
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Angra dos Reis
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Maricá
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Estado
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho

Supostos “restos humanos” são encontrados nos destroços do submarino Titan

Os restos mortais encontrados serão analisados por profissionais médicos dos Estados Unidos com o intuito de entender o que ocorreu dentro do submarino que implodiu.
Foto: Reprodução

Foram retirados do oceano na manhã desta quarta (28), os destroços do submersível Titan, da empresa OceanGate, que implodiu no Atlântico enquanto fazia uma expedição aos destroços do Titanic. Algumas horas depois a Guarda-Costeira dos Estados Unidos informou, que as análises iniciais mostraram possíveis restos humanos nos destroços.

Peças de metal foram descarregadas no porto de St. John, na província canadense de Newfoundland, trazidos pelo navio Horizon Arctic, da Guarda Costeira do Canadá, usado nas buscas. A embarcação carregava um ROV, um veículo operado remotamente, utilizado nas operações que tentaram resgatar o Titan.

Os proprietários do ROV, da empresa Pelagic Research Services, confirmaram por meio de comunicado que suas equipes concluíram o trabalho de buscas que durou dez dias.

Os pedaços da embarcação servirão agora para a investigação que tentará encontrar as causas e condições da implosão, que matou os cinco tripulantes a bordo. Segundo informações da Guarda Costeira dos Estados Unidos, especialistas irão conduzir uma análise formal do material encontrado.

Os destroços só chegaram à terra firme seis dias depois de a Guarda Costeira dos EUA anunciar ter encontrado os restos do submarino e a morte dos cinco tripulantes.

Foto: Reprodução

Segundo os especialistas envolvidos no caso, as partes do Titan que eram feitas de fibra de carbono estilhaçaram durante a implosão.

O inquérito principal será conduzido pela Guarda Costeira dos Estados Unidos – que liderou também os trabalhos de busca – e terá auxílio do Canadá e da França, que também participaram nas operações com navios, aviões e sondas.

O ponto em alto-mar onde estão os restos do Titanic ficam a cerca de 600 quilômetros da costa do Canadá.