Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Sólido na defesa e eficiente com Gabigol, Flamengo tira Athletico mais uma vez

Time não tem atuação vistosa, mas comportamento defensivo inibe um adversário que finalizou 28 vezes, mas pouco levou perigo

Eram duas classificações para cada lado. Agora, a vitória por 2 a 0 na Arena da Baixada deu vantagem ao Flamengo no duelo contra o Athletico em mata-matas da Copa do Brasil. Os cariocas souberam competir, seguraram pressão, usaram o regulamento e carimbaram a vaga para semifinal.

A atuação defensiva, especialmente dos zagueiros Fabrício Bruno e David Luiz, e a aposta certeira no retorno de Gabigol ao time titular após 12 dias fora dos gramados são os pontos positivos desta classificação. A defesa segurou e o atacante resolveu.

Uma atuação estratégica de um Flamengo que tinha a vantagem do empate. Enquanto o Athletico tentava controlar o jogo no primeiro tempo, os cariocas foram pacientes nos minutos iniciais. Sem Pulgar, que sentiu no aquecimento, o time pecava na saída de bola e não conseguia criar as jogadas de ataque.

Foram poucos lances de perigo até o gol, contra, que saiu aos 44 minutos. Uma cobrança de escanteio de Arrascaeta na área, a bola rebateu e sobrou para Everton Ribeiro. O camisa 7 encontrou Thiago Maia, que inverteu a bola para esquerda em um lindo cruzamento na cabeça do uruguaio. O meia cabeceou para o meio da área, a bola bateu em Erick e foi para o fundo da rede de Bento.

Uma etapa da estratégia estava concluída. O Flamengo foi para o intervalo com o agregado de 3 a 1. Faltavam 45 minutos para o time de Sampaoli selar a classificação. A postura não mudou. O Athletico continuou criando mais oportunidades, mas sendo ineficaz diante da boa recuperação de Fabrício Bruno e da atuação positiva de David Luiz.