Ouça agora

Ao vivo

Macaé ganha novas redes de esgoto na Aroeira
Norte Fluminense
Macaé ganha novas redes de esgoto na Aroeira
Itaipuaçu recebe evento Passaporte em Ação
Maricá
Itaipuaçu recebe evento Passaporte em Ação
Petrópolis tem 82 hectares de área queimada no primeiro semestre do ano
Destaque
Petrópolis tem 82 hectares de área queimada no primeiro semestre do ano
Eleições Municipais têm mulheres como maioria do eleitorado, revela TSE
Brasil
Eleições Municipais têm mulheres como maioria do eleitorado, revela TSE
Eduardo Paes lança candidatura à reeleição, mas ainda sem o nome do vice. Pedro Paulo é o preferido
Política
Eduardo Paes lança candidatura à reeleição, mas ainda sem o nome do vice. Pedro Paulo é o preferido
Prouni terá mais de 240 mil bolsas no segundo semestre
Brasil
Prouni terá mais de 240 mil bolsas no segundo semestre
Projeto de Judô transforma vida de 280 crianças em Japeri
Baixada Fluminense
Projeto de Judô transforma vida de 280 crianças em Japeri

Sistema Desmonte-RJ entra no ar no site do Detran

Lei determina que empresas do setor devem se credenciar e registrar todo o material a ser comercializado
Foto: Alexandre Simonini - Detran.RJ

O Governo do Estado colocou em operação o sistema Desmonte-RJ no site do Detran.RJ, nesta segunda-feira (14). O objetivo é dar mais transparência e segurança ao comércio de sucatas de veículos e de peças usadas no Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a Lei Federal nº 12.977/14, as empresas do ramo de desmontagem de veículos, reciclagem de sucatas, e recuperação e comércio de peças têm o dever de se credenciar junto ao Detran.RJ e de registrar toda a movimentação de compra e venda de veículos e peças. A medida é para que seja possível rastrear a procedência e a destinação deste material e assegurar o exercício regular da atividade econômica.

De início, o sistema Desmonte-RJ vai facilitar o credenciamento das empresas do setor. Nele, os representantes dos estabelecimentos encontrarão o formulário de pré-cadastro, que deve ser preenchido e apresentado ao Detran, anexado a uma série de documentos exigidos em lei. Para acessar, basta entrar na aba na capa do site do Detran.RJ ou pelo endereço www.desmonte.detran.rj.gov.br

Site do Desmonte-RJ está no ar. Foto: Divulgação

Num segundo momento, o sistema permitirá aos cidadãos consultar quais estabelecimentos estão regularmente credenciados e procurar peças de procedência legal à venda. Mas isso só ocorrerá depois que essas empresas conseguirem se credenciar e puderem entrar no sistema para cadastrar os veículos e as peças de seu estoque. Não há prazo previsto para isso.

O credenciamento só ocorrerá após o Detran.RJ realizar vistorias nas instalações das empresas para verificar o cumprimento das exigências legais. Deverão ser atendidas, entre outros itens, as normas ambientais e a lei de resíduos sólidos. Se a empresa for considerada apta, receberá direito de acesso à área restrita do Desmonte-RJ, onde terá de registrar cada peça que for comercializar.

Peças com etiquetas individuais

A lei determina que as peças com rastreabilidade obrigatória recebam etiquetas individuais, para que seja mais fácil combater o desmonte ilegal de veículos e o comércio de peças roubadas. As empresas que forem credenciadas também terão de usar o Desmonte-RJ para solicitar a compra de cartelas de etiquetas em gráficas credenciadas pelo Detran.

As etiquetas terão elementos de segurança, como hologramas, código de barras e QR Code. Dentro de algum tempo, os cidadãos poderão consultar a relação de gráficas credenciadas para imprimi-las. Usando o telefone celular, o usuário também poderá ler o QR Code das etiquetas, para conferir o veículo de origem e os laudos técnicos de cada peça.

Para assegurar o cumprimento da lei, o Governo do Estado criou uma força-tarefa – formada por Detran.RJ, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Fazenda, Gabinete de Segurança Institucional e Instituto Estadual do Ambiente -, para fiscalizar o cumprimento da lei, combater o desmonte ilegal de veículos e dar ao cidadão a garantia de que está comprando peças de procedência legal.

Há um mês, a força-tarefa vem fazendo vistorias regulares de caráter preventivo e educativo, orientando os representantes dos estabelecimentos para a necessidade de cumprimento da Lei 12.977/14. Ainda este mês, no entanto, as operações passarão a ter caráter fiscalizatório, com objetivo de reduzir os furtos de carros de passeio e de veículos de carga no Estado do Rio.