Ouça agora

Ao vivo

Prefeitura de Duque de Caxias anuncia canalização do canal dois irmãos
Baixada Fluminense
Prefeitura de Duque de Caxias anuncia canalização do canal dois irmãos
Prefeitura vai levar artesanato de Angra para o Rio Artes
Angra dos Reis
Prefeitura vai levar artesanato de Angra para o Rio Artes
Prefeitura de Nova Iguaçu retoma obras do Viaduto de Comendador Soares
Nova Iguaçu
Prefeitura de Nova Iguaçu retoma obras do Viaduto de Comendador Soares
TRE-RJ amplia horário de atendimento até a data do fechamento do cadastro eleitoral
Estado
TRE-RJ amplia horário de atendimento até a data do fechamento do cadastro eleitoral
Capela São Jorge, em Campos, tem programação religiosa nesta terça
Norte Fluminense
Capela São Jorge, em Campos, tem programação religiosa nesta terça
Lula anuncia ampliação do programa Pé-de-Meia
Política
Lula anuncia ampliação do programa Pé-de-Meia
Valendo vaga para as Olimpíadas de Paris, Campeonato Pan-Americano e Oceania de Judô 2024 começa com apoio do Governo do Estado
Esportes
Valendo vaga para as Olimpíadas de Paris, Campeonato Pan-Americano e Oceania de Judô 2024 começa com apoio do Governo do Estado

Servidores da saúde de Niterói fazem ato nesta quarta-feira para marcar o primeiro dia da paralisação

Os profissionais de saúde de Niterói irão fazer uma paralisação de 48 horas. O ato unificado será a partir das 14h, em frente à Prefeitura
Foto: Reprodução / Sindsprev/RJ

Começa nesta quarta-feira (26) uma paralisação de 48h para pressionar a prefeitura de Niterói a cumprir as resoluções aprovadas na 9ª Conferência Municipal de Saúde, que ocorreu em abril deste ano, no Caminho Niemeyer. Para marcar o primeiro dia da paralisação, os profissionais de saúde de Niterói fazem ato unificado a partir das 14h, em frente à Prefeitura.

A Associação dos Servidores da Saúde de Niterói (ASSN) e o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Seguridade e Seguro Social no Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev) decidiram convocar os profissionais da área para cobrarem do prefeito Axel Grael a implantação da tabela salarial, o Plano de Cargos, Carreiras e Salários unificado do SUS, o piso nacional da enfermagem e a convocação dos concursados. Além disso, as entidades representativas defendem o fim da transferência da gestão de unidades de saúde para Organizações Sociais (OSs) e a permanência de servidores na direção da Maternidade Alzira Reis, em Charitas.

Na última quarta (19), servidores concursados de Niterói protestaram em frente à Prefeitura, cobrando a convocação dos aprovados e a realização de novos concursos, na linha de defesa do SUS público, gratuito, universal e de qualidade para toda a população.

A paralisação de 48h e a pauta de reivindicações a ela vinculada foram aprovados durante a assembleia unificada da saúde municipal de Niterói realizada no dia 17 de julho, na sede da Associação dos Servidores da Saúde, com participação do Sindsprev/RJ.