Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Senado aprova programa para ampliar o número de vagas em turno integral

Até 2026, a meta é chegar a mais de 3 milhões de matrículas.
Foto: Reprodução

Com o aval da Câmara dos Deputados, na tarde desta terça-feira (11), é aprovado pelo plenário do Senado, a criação do programa Escolas de Tempo Integral, lançado pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) em maio. O texto ainda vai para sanção do Planalto.

A transferência de R$ 4 bilhões para Estados e municípios abrirem, foi autorizado pelo Ministério da Educação (MEC), ainda para este ano e para o ano que vem. O número de vagas em período integral nas escolas públicas chega a 1 milhão.

O projeto aprova, ainda, o repassse de mais de R$ 3 bilhões para a compra de equipamentos que serão usados em escolas públicas, principalmente para alunos acompanharem as aulas onlines, após medidas impostas na pandemia da covid-19.

O MEC vai estabelecer com Estados e municípios as metas do tempo integral, na primeira etapa do programa.

Para as etapas seguintes, o programa realizará ações para amparar Estados e prefeituras a adotarem o tempo integral, como formação de educadores, orientações curriculares, entre outras.

A participação no programa é voluntária, mas a meta inicial é estabelecer um milhão de novas matrículas nos próximos anos.