Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Rodrigo Faro paga multa pela construção de uma ilha na piscina

Segundo o condomínio, Faro invadiu cerca de 948 m² que não pertenciam a ele, para a finalização da obra
Imagem: Reprodução

O apresentador da RecordTV vai pagar uma multa de R$ 8 mil pela construção de uma ilha dentro de sua piscina, localizada em um condomínio de alto padrão em São Paulo.

Desde o ano passado, o apresentador tem se envolvido em uma batalha judicial para comprovar que obteve a devida autorização legal para realizar modificações em seu terreno. Contudo, o condomínio onde está localizada a propriedade alega que ele violou uma regra interna ao exceder o limite de construção permitido. Essa disputa tem se arrastado por instâncias judiciais, e recentemente, em segunda instância, o apresentador sofreu uma derrota.

Apesar de ter o direito de recorrer, o apresentador decidiu encerrar o caso de forma amigável, optando por efetuar o pagamento da multa estabelecida. Tal decisão, possivelmente, visa evitar prolongar a contenda legal e buscar uma resolução consensual para o impasse.

Dessa forma, mesmo diante da derrota em segunda instância, o apresentador optou por um acordo extrajudicial, pondo fim à disputa mediante o pagamento da multa imposta pelo condomínio.

A defesa do apresentador alega que possui toda a documentação e o alvará da Prefeitura de São Paulo para ter sua piscina cinematográfica, com queda d’água e ilha particular. Segundo o condomínio, Faro invadiu cerca de 948 m² que não pertenciam a ele, para a finalização da obra; Já o apresentador nega.

Rodrigo Faro afirma que o condomínio teve conhecimento de todas as obras que foram feitas na casa do apresentador em 2019, mas só foi notificado sobre a suposta irregularidade em 2022.

O local, que tem uma área de lazer de 300 m² e uma piscina que simula uma praia com água aquecida, foi finalizado em 2019. Na ação inicial, o condomínio disse que o morador incomodou vizinhos durante a obra e invadiu uma calçada que serviria para pedestres.

O condomínio alegou que buscou a conciliação, que foi negada pelo apresentador.