Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Reuniões e conversas dão respaldo a jogadores e sobrevida a Sampaoli

Clube busca no diálogo soluções para ganhar a Copa do Brasil e atenuar a pior temporada rubro-negra desde 2019

Muitas conversas e reuniões marcaram os dias recentes do Flamengo. Antes da derrota para o São Paulo, o presidente Rodolfo Landim esteve com Jorge Sampaoli no CT, e os jogadores se reuniram em auditório sem presença da comissão técnica. Depois do revés na final da Copa do Brasil, o departamento de futebol teve longo bate-papo ainda no Maracanã.

Esses encontros objetivaram dar liberdade maior aos atletas para tentar atenuar o fracasso retumbante que é a temporada de 2023 e também funcionaram para dar sobrevida ao argentino, cuja saída do Flamengo é questão de tempo. Fato é que ele não vira o ano no Ninho.

A ida de Landim ao CT na sexta-feira só não causou estranhamento porque o presidente mudou a rotina de trabalho e há semanas transita pelos corredores do Ninho com o objetivo de acompanhar de perto o futebol. O café com Sampaoli antecedeu uma rápida conversa com os jogadores.

Claros são os movimentos, até certo ponto desesperados, por parte do Flamengo de tentar diminuir o enorme prejuízo trazido por 2023, mas difícil é identificar com o clube conseguirá juntar os cacos e se fortalecer para tentar a virada no Morumbi, domingo que vem, às 16h.