Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Queimados terá construção de Estação de Tratamento de Esgoto

Equipamento irá tratar cerca de 700 km da malha urbana de esgoto de Queimados e Japeri
Foto: Igor Lima

Queimados ganhará, em breve, uma mega Unidade de Tratamento de Esgoto (ETE). A pedra fundamental foi lançada em um evento nesta sexta-feira (29) que reuniu representantes das prefeituras de Queimados e Japeri, Governo do Estado e Concessionária Águas do Rio. A ETE, que será construída no bairro Jardim Queimados, terá capacidade para tratar cerca de 700 km da malha urbana de esgoto e beneficiará diretamente os minutinho municípios de Queimados e Japeri. O investimento é de R$ 750 milhões.

O projeto ainda prevê a implantação de 60 estações elevatórias (responsáveis por bombear e encaminhar estes resíduos até a estação de tratamento). A estimativa é que mais de 50 milhões de litros de esgoto deixem de ser lançados diariamente na Bacia do Rio Guandu, gerando um benefício para mais de 237 mil moradores. A obra será dividida em duas fases. A primeira etapa entregue em 2025, e a estrutura vai operar em sua capacidade máxima em 2026.

“Hoje nós entramos para a história com a implantação da ETE no município de Queimados, nos tornando pioneiros na Universalização do Saneamento e devolvendo ao morador a dignidade de ter o saneamento passando na porta da sua casa. Direito esse que foi sonegado durante décadas e agora devolvemos a eles”, disse o prefeito de Queimados, Glauco Kaizer.

Além da coleta e tratamento do esgoto residencial, a ETE atuará na melhoria da qualidade da água da bacia do rio Guandu, que chega às casas de nove milhões de pessoas da região metropolitana do Rio.

“Cerca de 51 milhões de litros de esgoto deixarão de ser despejados no Guandu, número equivalente a 20 piscinas olímpicas. Trata-se de uma questão ambiental de grandes proporções e que também vai impactar diretamente na qualidade de vida dos munícipes de praticamente toda Baixada”, completou o vice-governador Thiago Pampolha.