Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Putin ameaça Polônia por tentar intervir na guerra com a Ucrânia

Declaração foi feita após Varsóvia anunciar o envio de mais tropas para a fronteira com a Bielorrússia, onde forças do grupo Wagner foram realocadas

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez uma advertência à Polônia de que trataria qualquer “agressão” à aliada Bielorrússia como um ataque ao seu próprio país. A declaração surge após Varsóvia anunciar o envio de tropas para reforçar sua fronteira oriental em resposta à presença de forças mercenárias do grupo Wagner, que realizam treinamentos na região.

As ameaças, que podem aumentar ainda mais as tensões entre a Rússia e a Europa, não são as primeiras que o Kremlin faz contra a Polônia — um dos maiores apoiadores de Kiev desde a invasão do país. A Polônia é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e não demonstrou nenhuma intenção de realizar uma ação militar unilateral e não provocada, o que poderia levar ao envolvimento das potências ocidentais no conflito.

Varsóvia anunciou que planeja aumentar sua presença militar perto da fronteira com a Bielorrússia, e de construir novas defesas no local. Autoridades polonesas alertaram anteriormente sobre o início de uma “nova fase de guerra híbrida” após o anúncio de acordo para permitir a entrada de combatentes mercenários do grupo Wagner na Bielorrússia. E também criticaram o auxílio do vizinho a migrantes que cruzam a fronteira como parte do plano da Rússia de atacar a Europa.