Ouça agora

Ao vivo

Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Mundo
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Destaque
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Baixada Fluminense
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Estado
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina
Mundo
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina
Comissão da Alerj quer fortalecimento das Cozinhas Solidárias para combater a insegurança alimentar no estado
Política
Comissão da Alerj quer fortalecimento das Cozinhas Solidárias para combater a insegurança alimentar no estado

Projeto de novo CT do Botafogo tem 19 campos, parceria com Lyon e custo de R$ 150 milhões; veja fotos

Estrutura tocada pelo clube, com local ainda não definido, terá parte bancada pelo coirmão francês e vai abranger equipes de base
Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tem um audacioso projeto para o novo centro de treinamentos. O clube atualmente manda as atividades no Espaço Lonier, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, mas, como a área é considerada pequena, existe a ideia de adquirir um outro terreno e construir uma nova estrutura.

Ainda não há um local definido para a construção do CT. As conversas estão avançadas, mas a SAF do Botafogo aguarda a oficialização, por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro, da doação de um terreno. É muito provável que o local seja novamente na Zona Oeste. De qualquer forma, o clube já se adiantou e está com o projeto pronto.

Com 19 campos, espaço integrado para time profissional e equipes de base, ala voltada para treinamentos do Lyon, espaço recreativo com oito quadras de tênis e pista de atletismo, o Botafogo prevê que o custo da construção seria de US$ 30 milhões a US$ 35 milhões (R$ 146 milhões a R$ 170 milhões, na cotação atual).

O Lyon, outro clube que John Textor é dono, vai ajudar na construção do espaço. Parte do dinheiro para as obras sairá dos cofres da equipe francesa – o restante será pago pelo próprio Textor -, que terá o retorno com o percentual de atletas da base do Botafogo no futuro.

Além disso, o OL terá um complexo exclusivo dentro do CT alvinegro. Quando a equipe francesa identificar algum jogador com potencial no país ou algum jogador brasileiro por acaso se machucar e quiser fazer recuperação perto da família, ele poderá fazer as atividades no local, que contará com dois campos e um campo reduzido.

Investir nas categorias de base é um dos planos principais de John Textor à frente do Botafogo. O norte-americano considera que o Lonier não tem o espaço necessário para tudo que o clube necessita.

A intenção do empresário é que a equipe profissional esteja no mesmo complexo que as equipes de base e, por consequência, os treinadores dos respectivos times estejam em constante contato. Atualmente, o time de Luís Castro treina no Lonier e as equipes inferiores ficam no CEFAT, em Niterói, e algumas vezes treinam no Estádio Nilton Santos.

Para o time profissional, a ideia é uma ala com quatro gramados completos e um campo reduzido, além de academia e estacionamento. Na base, o plano é de três campos mais dormitórios para acomodar jogadores que vêm de outros estados.

O projeto também conta com a construção de um gramado com uma pista de atletismo ao redor. O movimento é estratégico: Textor pensa nisto para “tirar” o argumento da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), que defende a permanência da pista no Estádio Nilton Santos.

A intenção de Textor é tirar a pista de atletismo do estádio e aproximar as arquibancadas do campo. O empresário até tentou realizar o começo deste movimento no ano passado, mas foi travado justamente pela CBAt, que argumentou que o atletismo perderia um local importante para a realização de provas no país.