Ouça agora

Ao vivo

Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Mundo
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Brasil recupera desempenho de alfabetização do período pré-pandêmico
Brasil
Brasil recupera desempenho de alfabetização do período pré-pandêmico
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Destaque
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Baixada Fluminense
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Estado
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina
Mundo
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina

Programa “Craque na escola, craque no esporte” é criado no Rio

O objetivo é incentivar a prática esportiva e, assim, contribuir para a melhor formação de crianças e adolescentes, reduzir a evasão escolar, melhorar o rendimento e desenvolver o espírito esportivo e o trabalho coletivo.
Foto: Reprodução

A Lei 10.036/23, de autoria do deputado Samuel Malafaia (PL), que foi sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada na edição extra do Diário Oficial desta segunda-feira (13) institui o Programa Estadual “Craque na Escola, Craque no Esporte” no Rio de Janeiro, em toda a rede de ensino público estadual. E tem o objetivo de incentivar a prática esportiva e, assim, contribuir para a melhor formação de crianças e adolescentes.

O programa deverá ser realizado por meio de uma parceria entre as Secretarias de Estado de Esporte, Lazer e Juventude e a de Educação. O texto prevê que a Secretaria de Esporte poderá organizar torneios e eventos esportivos para alunos de diferentes municípios, buscando sempre a participação de olheiros profissionais, de diferentes modalidades do esporte, para identificar novos talentos. O programa deverá incentivar a prática e o oferecimento de diferentes modalidades esportivas mistas e adaptadas e atividades na unidade escolar.

Outro objetivo é reduzir a evasão escolar, melhorar o rendimento e desenvolver o espírito esportivo e o trabalho coletivo, além de fortalecer e adequar a infraestrutura das escolas, adaptando o espaço para garantir a acessibilidade de estudantes com deficiência.

Vão poder participar do programa os alunos com frequência comprovada e com atestado médico que demonstre a aptidão para prática esportiva. Notas mínimas para aprovação nas disciplinas regulares também poderão ser consideradas. As despesas do programa poderão ser custeadas através de emendas parlamentares e fundos estaduais.

Ainda serão convidados a integrar o programa atletas profissionais, treinadores, olheiros, escolas de esporte, times profissionais e instituições representativas de todas as modalidades esportivas, para que possam oferecer oportunidades e conselhos. A ação é para gerar novas perspectivas de futuro para estudantes da rede pública, incentivando o esporte e a melhoria na qualidade do ensino.