Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Prefeito de Niterói sanciona lei que irá premiar policiais que apreenderem armas de fogo

Os valores dos prêmios ficaram definidos em: R$ 8 mil para apreensão de fuzil, R$ 4 mil para armas de uso restrito pelas Forças Armadas, entre outras
Foto: Reprodução

Na última sexta-feira (22), o prefeito de Niterói Axel Grael sancionou e publicou no Diário Oficial do Município, a nova Lei nº 3802, que irá premiar policiais civis, militares, federais, penais e rodoviários federais, além de guardas municipais e bombeiros, em caso de apreensão de armas de fogo e granadas que estejam irregularmente em circulação na cidade.

Os valores dos prêmios ficaram definidos em: R$ 8 mil para apreensão de fuzil, carabina, metralhadora e submetralhadora; armas de uso restrito pelas Forças Armadas, R$ 4 mil; pistola, R$ 3 mil; revólver, espingarda, simulacros e réplicas de armas de fogo, assim como armas de pressão, R$ 1 mil.

O valor será avaliado anualmente e corrigido através de decreto municipal e a premiação a ser paga aos agentes não será incorporada à remuneração do servidor, nem servirá de base de cálculo de qualquer outra vantagem.

As armas apreendidas deverão ser entregues formalmente ao órgão policial competente para adoção de procedimentos legais cabíveis. A premiação será realizada por meio de pagamento do prêmio dividido em partes iguais para cada um dos agentes da segurança pública que figurem no registro de ocorrência policial, como responsáveis pelas ações.

Outra lei sancionada por Axel Grael estipula pagamento de indenização pela entrega voluntária de armas de fogos em Niterói. A entrega deverá ser feita na Delegacia da Polícia Federal no município ou em órgãos e entidades credenciados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública na cidade. Só os moradores de Niterói receberão o pagamento, mediante entrega de comprovante de residência.

Para aferir a quantidade de armas apreendidas serão usados os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP-RJ).

Se houver dúvida a respeito de alguma arma, a comissão a ser nomeada pela prefeitura pedirá o auxílio da polícia técnica da Polícia Civil para emissão de laudo descritivo. O servidor que tentar burlar de alguma forma direta ou por terceiros o sistema de premiação, conforme avaliação a ser realizada pela coordenação do prêmio, estará automaticamente excluído do sistema de premiação, além de responder administrativamente pelos seus atos junto à corporação. Em caso de denúncia de abuso do uso da força por parte dos agentes envolvidos na ocorrência, a premiação ficará retida até o processamento e o julgamento da acusação na via administrativa ou término de eventual processo judicial.