Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

‘PPK da Claudia’: internet vai à loucura com nova influenciadora da Gillette

Avatar da marca já tem mais de 20 mil seguidores nas redes sociais.
Foto: Divulgação

A Gillette Venus lançou uma nova influenciadora chamada “PPK da Claudia” para ampliar a comunicação da marca sobre depilação íntima de forma descontraída. O perfil no Instagram já conta com mais de 20 mil seguidores.

Criado há cerca de três semanas, o perfil no Instagram da influenciadora já acumula mais de 21 mil seguidores, com quem ela compartilha dicas de cuidados com a região íntima. Tal como uma influenciadora convencional, o conteúdo vai desde “recebidos” até os “TBTs”, mas sem deixar de lado o passo a passo na hora da depilação. As publicações seguem em diálogo com a nova linha da marca, que inclui esfoliante para a área íntima e sabonete pré-depilatório. A embaixadora, aliás, foi desenvolvida para a divulgação dos produtos.

A campanha teve o suporte da Think Eva, uma consultoria que se dedica à igualdade de gênero. A personagem foi criada e a produção e execução foram realizadas principalmente por mulheres.

Não é a primeira vez que um nome próprio é usado numa campanha relacionada a órgãos genitais. Na década de 1990, o Ministério da Saúde chamou o pênis de Bráulio para promover o uso de camisinha, como forma de conter a epidemia de HIV. Na campanha da Gillette Venus, a personagem é uma homenagem a atriz Cláudia Ohana, “por seu histórico relacionado a (não) depilação íntima”, segundo a marca. Há quase 40 anos, a artista posou nua sem se depilar, o que repercute ainda hoje.

A ação de marketing foi bem recebida pelos internautas, que elogiaram a campanha no perfil da influenciadora.4

Professora de comportamento do consumidor da ESPM e sócia da Markka Consultoria, Karine Karam avalia que a escolha de um nome popular, aliado ao desenho simpático da personagem e a opção por uma linguagem bem humorada se alinham ao objetivo da marca de se aproximar das consumidoras e “quebrar o tabu” de um assunto ainda polêmico para muitas (e muitos).

– É difícil achar o tom dessa comunicação. Não por acaso eles usam o humor. Imagina se fosse num tom mais sério? Não conecta. O humor de alguma forma quebra a resistência do público e aproxima – afirma.

Mas há também quem não gostou como esta internauta. “Péssima escolha do marketing de vocês…. Nunca pensaram nas Claudias? Como se sentiriam? Fizeram um focus group antes de definir o nome? Eu como Claudia deveria me sentir lisonjeada? Bem longe disso…”.

O engajamento, de fato, é grande nas publicações da PPK da Claudia, com comentários se dividindo entre a simpatia de alguns e as críticas de outros, principalmente de mulheres. Uma usuária do Twitter, por exemplo, avaliou que a personagem infantiliza o corpo feminino. Já no Instagram, uma seguidora chamou o conteúdo de “jocoso e de mau gosto”.

Em nota, a marca afirmou que a campanha tem como objetivo “falar com pessoas adultas e eliminar o tabu sobre cuidados íntimos, conversando com a comunidade e respeitando sempre as preferências, a diversidade e a escolha de cada uma”.