Ouça agora

Ao vivo

PM prende homem com drogas em Macaé
Norte Fluminense
PM prende homem com drogas em Macaé
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM

Polícia realizará perícia em ultraleve envolvido no acidente com estudante do Exército em Nova Iguaçu

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o espaço não é certificado pela entidade para oferta de cursos de formação de pilotos nem consta no cadastro de aeródromos privados
Caroline Kethlin de Almeida Ribeiro tinha 22 anos e era estudante da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) — Foto: Reprodução

A Polícia Civil do RJ realizará uma perícia no ultraleve envolvido no acidente fatal da estudante da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), Caroline Kethlin de Almeida Ribeiro, de 22 anos, que aconteceu durante uma atividade esportiva no Aeroclube de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no último sábado (9). A jovem, inicialmente em estado grave, foi internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) e, no domingo (10), o hospital constatou sua morte cerebral. Sua família autorizou a doação de órgãos. Caroline estudava em Campinas, São Paulo, e estava passando o feriado de Independência com sua família em Nova Iguaçu. O caso está sob investigação da 58ª DP (Posse), inicialmente registrado como lesão corporal, mas posteriormente alterado para homicídio culposo.

Entrada do Aeroclube de Nova Iguaçu — Foto: Divulgação

O acidente ocorreu enquanto Caroline corria na pista do aeroclube, e a aeronave perdeu o controle e a atingiu. A polícia pretende realizar uma perícia detalhada na aeronave e ouvir testemunhas para esclarecer as circunstâncias do acidente, incluindo se o local estava apropriado para voos e se a jovem tinha permissão para estar na pista.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o Aeroclube de Nova Iguaçu não possui certificação para oferecer cursos de formação de pilotos e não consta no cadastro de aeródromos privados da Agência. A Força Aérea Brasileira (FAB) também está envolvida na investigação, por meio do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), que pertence ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A FAB está empenhada em concluir a investigação o mais rápido possível, dependendo da complexidade do caso e da necessidade de descobrir os fatores contribuintes.

A Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) lamentou profundamente a morte de Caroline Kethlin em nota oficial.