Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Policia prende dois homens e apreende fogos usados para depredar São Januário

Os agentes dispersaram o grupo que tentou invadir a sede do clube. O caso foi encaminhado para a 17ª DP (São Cristóvão). Por meio de nota, o Vasco lamentou o ataque.
Foto: Divulgação

A Polícia Militar prendeu dois homens e apreendeu fogos na Avenida Roberto Dinamite, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Diversas pessoas depredaram a fachada Vasco da Gama na noite de segunda-feira (5), após o time perder para o Flamengo por 4 a 1. Os agentes dispersaram o grupo que tentou invadir a sede do clube. O caso foi encaminhado para a 17ª DP (São Cristóvão).

Vídeos que circulam em redes sociais mostram os torcedores disparando fogos de artifício contra o portão de acesso de São Januário.

Por meio de nota, o Vasco da Gama lamentou o ataque.

“O Vasco da Gama lamenta profundamente a depredação do Estádio de São Januário na noite da última segunda-feira. O clube compreende a insatisfação de seus torcedores e entende que os resultados em campo estão aquém do esperado, mas é absolutamente injustificável que um símbolo de todos os cruzmaltinos seja destruído. O Vasco já acionou as autoridades para evitar que episódios como esse voltem a se repetir e que os culpados sejam identificados”, afirmou o clube.