Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

PM suspeito de envolvimento na morte de ex-presidente da Portela é preso no Rio

Ele foi detido em flagrante por agentes do GAECO durante cumprimento de mandado de busca e apreensão. Marcos Falcon foi assassinado em 2016, em Madureira

O policial militar Anselmo Dionísio das Neves foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (28), no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, durante uma ação do Grupo de Atuação Especializada do Ministério Público do Rio (GAECO).

Os agentes cumpriam um mandado de busca e apreensão na residência do sargento, conhecido como Peixinho, lotado na Diretoria Geral de Pessoal da PM. Durante o vasculhamento, encontraram 4 munições 38 SPL. No entanto, o policial não tem permissão para armas desse calibre, e, por conta disso, foi autuado em flagrante pelo porte de munição de uso restrito.

A ação contou com o apoio da coordenadoria de segurança e inteligência do MPRJ e da corregedoria da PMERJ. A ação, segundo o MP, tem conexão com a investigação da morte de Marcos Falcon, presidente da Portela que foi morto a tiros em 2016 durante a campanha para vereador do Rio.

Falcon era subtenente da PM, chegou a ser preso por suspeita de envolvimento com a milícia que atua na região de Osvaldo Cruz, na Zona Norte carioca, mas foi inocentado pela Justiça. A investigação da morte do presidente da Portela aponta para uma execução sumária, conforme confirmou a Delegacia de Homicídios na época. No dia da execução, dois homens entraram armados no comitê de campanha da vítima, em Madureira, e efetuaram os disparos. Marcos Falcon tinha 52 anos e era casado com a porta-bandeira da Beija-flor, Selminha Sorriso.