Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Peru x Brasil: horário e escalações do jogo das Eliminatórias

Veja também arbitragem e outras informações da partida que acontece nessa terça-feira, no Estádio Nacional de Lima, às 23h (de Brasília)
Foto: Reprodução

Embalada pela estreia nas Eliminatórias com goleada por 5 a 1 sobre a Bolívia, a seleção brasileira volta a campo nessa terça-feira, em duelo que promete oferecer maior dificuldade. Às 23h (de Brasília), a equipe comandada por Fernando Diniz encara o Peru, no Estádio Nacional, em Lima, pela segunda rodada da competição.

Com o placar elástico da última sexta-feira, o Brasil já assumiu a liderança das Eliminatórias. O Peru, por sua vez, vem de empate na estreia com o Paraguai, fora de casa, sem gols.

Vale lembrar que a América do Sul terá seis vagas na Copa do Mundo de 2026 – a sétima colocada nas Eliminatórias ainda disputa a repescagem.

As duas seleções já se enfrentaram 50 vezes na história, com ampla vantagem do Brasil: 36 vitórias, nove empates e apenas cinco derrotas. Nas Eliminatórias, o Peru nunca conseguiu vencer a Seleção.

Na última vez que o Brasil atuou em Lima, Neymar deu show: três gols na vitória por 4 a 2, em 2020, pelas Eliminatórias.

Com capacidade para mais de 43 mil pessoas, o Estádio Nacional do Peru estará lotado nesta noite. Todos os ingressos de arquibancadas e cadeiras se esgotaram em cerca de três horas, restando apenas alguns camarotes à venda.

Escalações prováveis

Brasil – técnico: Fernando Diniz

A Seleção repetirá a escalação usada na estreia. O zagueiro Gabriel Magalhães, que foi substituído no fim da partida contra a Bolívia, realizou exames, não teve nenhuma lesão diagnosticada e, assim, seguirá como titular.

Embora vivendo um mau momento, o atacante Richarlison foi defendido por Fernando Diniz e por jogadores do Brasil e seguirá como titular.

Provável escalação: Ederson, Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães e Renan Lodi; Casemiro, Bruno Guimarães e Neymar; Raphinha, Rodrygo e Richarlison.

Desfalques: Bento e Vini Jr (machucados) e Antony (cortado por denúncias de agressão).

Peru – técnico: Juan Reynoso

Assim como Fernando Diniz, Juan Reynoso inicia sua trajetória no comando da seleção peruana. O técnico teve muitos problemas em sua primeira convocação, não podendo contar com nove atletas que são comumente chamados, como o zagueiro Carlos Zambrano, o meia Cueva e o atacante Gianluca Lapadula.

A eles se somaram mais três baixas após a estreia nas Eliminatórias, no empate sem gols com o Paraguai: o lateral Advíncula, que foi expulso, além dos lateral Trauco e do meia Christofer Gonzales, que se machucaram.

Na última partida, o Peru levou cinco bolas na trave, jogou todo o segundo tempo com um homem a menos, mas conseguiu somar um ponto. Agora, com o apoio da torcida, a seleção busca a façanha de derrotar o Brasil.

Provável escalação: Pedro Gallese; Aldo Corzo, Renato Tapia, Luis Abram e Marcos López; Yotún, Jesús Castillo (Miguel Araujo), Cartagena (Sergio Peña) e Andy Polo; André Carrillo e Paolo Guerrero

Desfalques: Advíncula (suspenso), Miguel Trauco e Christofer Gonzales (machucados)