Ouça agora

Ao vivo

Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Estado
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina
Mundo
Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem o Estado da Palestina
Comissão da Alerj quer fortalecimento das Cozinhas Solidárias para combater a insegurança alimentar no estado
Política
Comissão da Alerj quer fortalecimento das Cozinhas Solidárias para combater a insegurança alimentar no estado
Paes se reúne com Landim e afirma que pode desapropriar terreno para estádio do Flamengo
Esportes
Paes se reúne com Landim e afirma que pode desapropriar terreno para estádio do Flamengo
Detran.RJ amplia emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN) para pessoas até 50 anos de idade
Estado
Detran.RJ amplia emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN) para pessoas até 50 anos de idade
Mais de 10 milhões de pessoas ainda não entregaram declaração do Imposto de Renda
Destaque
Mais de 10 milhões de pessoas ainda não entregaram declaração do Imposto de Renda
Professores de universidades federais se dividem sobre aceitar proposta e acabar com a greve
Brasil
Professores de universidades federais se dividem sobre aceitar proposta e acabar com a greve

Paulo Pimenta assumirá Ministério para a Reconstrução do Rio Grande do Sul

Deputado gaúcho ficará afastado da Secretaria de Comunicação Social
Foto: Reprodução

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, será anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva n autoridade federal para a reconstrução do Rio Grande do Sul. A expectativa é que o cargo exista por entre quatro e seis meses.

Pimenta, que é gaúcho e jornalista, manterá o status de ministro. O governo vai editar uma medida provisória para criar o Ministério Extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, que terá como função principal articular as ações das diferentes pastas, do governo estadual e das prefeituras. Será instalado um gabinete no Rio Grande do Sul, mas Pimenta também manterá a sua sala no Planalto.

Deputado federal licenciado em seu sexto mandato, Pimenta é citado como possível candidato do PT a governador gaúcho em 2026. Por causa disso, há uma análise feita dentro do próprio governo de que a sua escolha levará a uma politização dos trabalhos de reconstrução do estado.

Em conversas reservadas, Pimenta afirma que mantém uma boa relação pessoal com Eduardo Leite e descarta que ocorram problemas com o governador.

De acordo com auxiliares, Lula decidiu criar o ministério extraordinária por causa da comoção nacional e internacional gerada pela tragédia do Rio Grande do Sul. Mesmo antes de ser escolhido para o cargo, Pimenta já havia feito três viagens ao estado depois do início das chuvas.

No Planalto, o plano é fazer da reconstrução do Rio Grande do Sul uma vitrine do governo. O estado tem redutos com grande força do bolsonarismo. O ex-presidente Jair Bolsonaro foi o mais votado entre os eleitores gaúchos nas disputas de 2018 e 2022.

No período em que Pimenta estiver à frente do ministério extraordinário, o jornalista Laércio Portela vai ocupar interinamente a Secom.