Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Passageiros de trem turístico no Paraná ficam presos por mais de 10 horas na Serra do Mar

Mais de 900 passageiros ficaram sem água e energia até a retomada da viagem
Imagem: Reprodução

Um trem turístico da Serra do Mar, no Paraná, ficou mais de 10 horas paralisado quando seguia viagem para Morretes, no litoral Paranaense, nesta quinta-feira (13). A locomotiva saiu de Curitiba, por volta das 8h30 da manhã e tinha 943 passageiros, em seus 22 vagões.

Segundo a Serra Verde Express, empresa que administra os passeios turísticos a bordo do trem, o motivo da paralisação foi a queda de galhos nos trilhos. Segundo a companhia, é a primeira vez, em 26 anos de operação, que um incidente meteorológico causa uma paralização tão longa neste percurso.

Os passageiros do trem relataram que a empresa deixou a desejar. Segundo eles, a Serra Verde Express não passou a informação para os mais de 900 passageiros.

“A gente está desde o meio dia sem água, sem comida e principalmente sem saber o que está acontecendo. Já é noite, Morretes está ali, pertinho, mas ninguém toma uma atitude”

Segundo a prefeitura de Morretes, cidade destino da locomotiva, o veículo ficou parado próximo à estação Engenheiro Lange em Porto de Cima.

A empresa administradora alega que, pela manhã, recebeu a liberação da Rumo Logística – que monitora a circulação – para operar normalmente os trens. No entanto, segundo a empresa, no trajeto foram identificadas quedas de árvores. E que, priorizando a segurança dos passageiros e da tripulação, foi necessário interromper temporariamente as operações até que a limpeza e a restauração adequadas dos trilhos pudessem ser realizadas.

Após o episódio, e diante das condições climáticas, a empresa que oferta o passeio de trem cancelou o serviço desta sexta-feira (14)