Ouça agora

Ao vivo

Procon e Conselho de Veterinária fazem fiscalização e interditam clínicas na zona norte do Rio
Estado
Procon e Conselho de Veterinária fazem fiscalização e interditam clínicas na zona norte do Rio
Governo se reúne com professores e servidores federais em greve para discutir revisão de carreira
Destaque
Governo se reúne com professores e servidores federais em greve para discutir revisão de carreira
Rio das Ostras e Senac RJ oferecem curso gratuito no setor de Gastronomia
Costa do Sol
Rio das Ostras e Senac RJ oferecem curso gratuito no setor de Gastronomia
Workshop de atendimento segue com inscrições abertas
Angra dos Reis
Workshop de atendimento segue com inscrições abertas
Maricá lança ferramenta de segurança nas escolas
Maricá
Maricá lança ferramenta de segurança nas escolas
Nova Iguaçu recebe mais uma edição da Festa de São Jorge
Nova Iguaçu
Nova Iguaçu recebe mais uma edição da Festa de São Jorge
Governador Cláudio Castro nomeia novo secretário de Polícia Militar
Estado
Governador Cláudio Castro nomeia novo secretário de Polícia Militar

País fica mais perto do grau de investimento, após Fitch elevar nota de crédito do Brasil

Com essa melhoria na classificação, o Brasil agora está a duas notas da obtenção do grau de investimento
Imagem: Reprodução

A agência de classificação de risco Fitch anunciou nesta quarta-feira que elevou a nota de crédito do Brasil (rating soberano). A classificação subiu de “BB-” para “BB”, com perspectiva estável. Essa decisão corrobora os esforços do governo para fortalecer o ambiente econômico e promover a consolidação fiscal, como afirmou o Tesouro Nacional em nota.

Com essa melhoria na classificação, o Brasil agora está a duas notas da obtenção do grau de investimento, que é o “selo” de bom pagador e atesta a capacidade do país em honrar seus compromissos financeiros. Esse status atrai investimentos, uma vez que o país é visto como um porto seguro para os investidores.

A Fitch justifica a elevação dos ratings do Brasil com base no desempenho macroeconômico e fiscal acima do esperado, apesar dos sucessivos choques enfrentados nos últimos anos. A agência também destaca políticas proativas e reformas implementadas que apoiaram essa trajetória positiva. Além disso, a Fitch demonstra expectativa de que o novo governo continuará trabalhando para melhorias adicionais.

O Ministério da Fazenda reiterou seu compromisso com a agenda de reformas em curso, destacando que isso contribuirá para um melhor balanço fiscal, redução das taxas de juros e melhorias nas condições de crédito. Essas ações também permitirão a ampliação dos investimentos públicos e privados, além de estimular a geração de empregos e o aumento da renda, fomentando a eficiência econômica e contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do país.

Anteriormente, já havia sinais de mudança na avaliação das agências de classificação de risco, com a Standard&Poor’s (S&P) alterando a perspectiva da nota de crédito do Brasil de estável para positiva em junho, sendo essa a primeira mudança desde 2019.