Ouça agora

Ao vivo

Justiça reduz pena de condenado por morte de cinegrafista em protesto
Brasil
Justiça reduz pena de condenado por morte de cinegrafista em protesto
Bono, cachorro pentacampeão mundial de surf dog comemora aniversário no Rio
Destaque
Bono, cachorro pentacampeão mundial de surf dog comemora aniversário no Rio
Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Destaque
Cláudio Castro se reúne com presidentes do Senado e da Câmara e defende regras mais duras para o combate ao crime
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Destaque
Governo cria sistema para emitir carteira para pessoa com TEA
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias

Paes diz que é a favor de bicicleta elétrica na ciclovia, mas que ainda não decidiu se vai vetar o projeto de lei

Projeto de lei aprovado em definitivo por 33 dos 51 vereadores nesta terça-feira permite apenas a circulação de cadeiras de roda motorizadas nas ciclovias e calçadas do Rio
Foto: Divulgação

O prefeito do Rio , Eduardo Paes, comentou na tarde desta quarta-feira que ainda não decidiu se irá vetar ou não o projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores, que proíbe a circulação de veículos motorizados elétricos ou a combustão, nas ciclovias e calçadas da cidade. Apesar de ser contrário aos 33 vereadores que votaram a favor do projeto, Paes disse que ainda deve ouvir os técnicos da prefeitura e da sociedade civil, mas que a tendência é vetar o projeto.

“A bicicleta elétrica é um super meio de transporte utilizado no estado do Rio de Janeiro, por muita gente e não tem problema nenhum ser utilizado na ciclovia. Claro que nunca é uma fiscalização fácil, com os problemas que nós já temos. Ficar atrás de bicicleta ou de um motor maior é um trabalho excessivo, mas a minha tendência é vetar”, disse o prefeito.

O projeto de lei aprovado em definitivo por 33 dos 51 vereadores presentes na sessão plenária desta terça-feira permite apenas a circulação de cadeiras de roda motorizadas nas ciclovias e calçadas. O prefeito tem até 15 dias para sancionar ou vetar a lei.