Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Orellano não consegue se firmar no Vasco e causa polêmica internamente

Argentino foi cogitado como meia há algumas rodadas, mas prefere jogar como atacante. Torcida cobra para que o jogador seja utilizado, mas Barbieri está tendo dificuldade em encaixa-lo.
Foto: Vasco

Uma das questões mais debatidas por torcedores do Vasco nas últimas semanas é: “Por que Orellano não é titular do time de Maurício Barbieri?”. A resposta mais curta é que o argentino ainda não está preparado, na avaliação da comissão técnica.

Luca Orellano chegou ao Vasco como uma das contratações mais caras da SAF e com respaldo do departamento de futebol – o diretor técnico Abel Braga já rasgou elogios ao atacante. Aprovado quase que por unanimidade dentro do clube, o argentino ainda não conseguiu corresponder no Brasil e tem sentido o peso da adaptação. Mas já teve chance de ser titular.

Na partida contra o Coritiba, Orellano foi cotado para começar jogando no meio-campo, centralizado, na função de armador. No entanto, o argentino disse à comissão técnica que não se sente confortável para fazer a função de meia e prefere disputar posição na ponta direita.

Nessa função o Vasco tem hoje Gabriel Pec, que, apesar de não ter ido tão bem nos últimos jogos, é um atleta que começou a temporada em alta. Mais que isso, o cria do clube tem como característica ajudar na recomposição defensiva – o time depende do vigor de Pec hoje.

Essa é uma das desvantagens de Orellano, que no Vélez Sarsfield não tinha a necessidade de voltar para marcar. No Vasco, ele está evoluindo nesse quesito e em outros. É um jogador dedicado no dia a dia e que está amadurecendo e melhorando em termos físicos e de competitividade.

A parte física foi um problema nos primeiros meses, como já explicamos antes. Orellano sentiu duas lesões em trabalhos pré-treino. Também não se adaptou tão bem num primeiro momento, muito em função da timidez. Hoje, é visto mais nas companhias de Capasso, Galarza e Pumita, outros atletas sul-americanos do elenco do Vasco.

O departamento de futebol acredita que, em uma fase melhor do Vasco, Orellano vai entregar o que se espera dele. Ainda não é o momento de ele ser titular, mas isso vai acabar acontecendo em breve, porque Gabriel Pec está pendurado com dois cartões amarelos e, quando ficar suspenso, o argentino será a opção natural.

Na última temporada na Argentina, Orellano atuou em 50 jogos, marcou apenas quatro gols e deu quatro assistências. É um jogador talentoso, com muito potencial, mas os números mostram que ele também não é o jogador decisivo que a torcida tanto projeta. O titular Pec fez oito gols e deu duas assistências em 20 partidas neste ano.