Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

O Museu Nacional, da UFRJ, recebe doação de 50 fósseis com mais de 75 milhões de anos

Ele vão ser integrados à coleção do Laboratório de Paleoinvertebrados da instituição científica brasileira.
Foto: Divulgação

O Museu Nacional, da UFRJ, acaba de receber a doação de 50 fósseis, do período Cretáceo Superior: amonites, equinoides, moluscos bivalves e gastrópodes, vindos da região de Bagua Grande, no Peru, têm mais de 75 milhões de anos. Os fósseis foram encontradas em atividades de campo realizadas pelo professor brasileiro Daniel Sedorko, do Museu Nacional, e doadas pelo governo peruano, para serem integrados à coleção do Laboratório de Paleoinvertebrados da instituição científica brasileira.

Daniel Sedorko ficou 14 dias em campo e retornou ao Brasil na semana passada. Ele atuou em parceria com pesquisadores da Universidade Nacional de Trujillo e do Instituto Geológico, Minero y Metalúrgico – INGEMMET, instituições peruanas. Ao todo, 10 pesquisadores fizeram parte da expedição: brasileiros – do Museu Nacional/UFRJ, USP e Unicamp – e peruanos, além de especialistas dos Estados Unidos e da Síria. A coordenação geral do projeto é do Dr. Max Langer, da Unicamp.