Ouça agora

Ao vivo

Cartórios podem renegociar dívidas enviadas a protesto
Destaque
Cartórios podem renegociar dívidas enviadas a protesto
Brasil encara Costa Rica na estreia da Copa América esta noite nos EUA
Esportes
Brasil encara Costa Rica na estreia da Copa América esta noite nos EUA
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Estado
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Cultura
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Rioprevidência alerta para suspensão do benefício de pensionista que não fez o recenseamento obrigatório em novembro
Estado
Rioprevidência alerta para suspensão do benefício de pensionista que não fez o recenseamento obrigatório em novembro
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Brasil
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho

No aniversário de 40 anos, Bienal do Livro vai promover debates sobre a diversidade

Sete autores LGBTQIA+ já estão confirmados na edição deste ano, que acontece em setembro.
Foto: Divulgação

A tradicional Bienal do Livro completa este ano 40 anos com uma edição que promete debater relevantes assuntos da atualidade entre os jovens. A edição comemorativa acontece em setembro no Rio de Janeiro e já conta com 7 autores LGBTQIA+ confirmados.

Personagens de casais homoafetivos, a sigla LGBTQIA+, lutas por diversidade e os famosos livros Young Adult são temas que estão sendo debatidos por jovens atualmente.

Em diversas mesas temáticas, esses serão alguns assuntos retratados na Bienal do Livro deste ano, que acontece no Riocentro, na Zona Oeste do Rio, entre os dias 1º a 10 de setembro.

Os brasileiros Juan Jullian, Maria Freitas, Elayne Baeta, Natalia Borges Polesso e Pedro Rhuas, assim como as americanas Rachael Lippincott e Alyson Derrick, são os nomes da literatura LGBTQIAP+ já confirmados na programação do festival.

Alguns são autores premiados em suas áreas e eles serão ouvidos ao vivo no evento.

Na mesa Mundos Paralelos, por exemplo, será debatida a diversidade que rege a literatura jovem adulta com os autores Juan Jullian e a Maria Freitas. A roda será no dia 2 de setembro, às 13h, na Arena Palavra-Chave.

Juan é autor do livro “Querido Ex”, um dos livros LGBTQIA+ mais vendidos da Amazon. Já a mineira não-binária, Maria escreveu livros sobre diversidade com protagonismo bissexual, como o “Clichês em rosa, roxo e azul” e em breve publicará um livro de super-heróis chamado “Emma, Cobra e a garota de outra dimensão”.

Veja outras mesas de conversa:

Clichê, sim, com orgulho

  • Autora convidada: Elayne Baeta;
  • Data: 7 de setembro, às 17h;
  • Local: Arena Palavra-Chave.

Escrever (com) seu amor

  • Autoras convidadas: o casal Rachael Lippincott e Alyson Derrick;
  • Data: 9 de setembro, às 17h;
  • Local: Arena Palavra-Chave.

Inventar futuros

  • Autora: Nathalia Borges Polesso
  • Data: 9 de setembro, às 14h;
  • Local: Café literário.

Festa YA

  • Data: 9 de setembro, no fim da noite;
  • Show: Pedro Rhuas.

Para fechar a programação, o roteirista de “Me chame pelo seu nome” vai participar de uma das últimas mesas da Bienal às 17h. Abdi Nazemian é também autor de “Tipo uma história de amor” e o seminal “The Walk-In Closet”, que ganhou o Lambda Literary Award por Ficção LGBTQIAP+ Estreante.