Ouça agora

Ao vivo

Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Costa do Sol
Rio das Ostras fecha ruas para oferecer mais segurança no Jazz e Blues
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Norte Fluminense
Defesa Civil de Macaé divulga comunicado sobre rajadas de vento na região
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Angra dos Reis
Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Maricá
Assistência Social registra quase 3 mil atendimentos no mutirão do CadÚnico
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Estado
Polícia Civil faz operação contra venda ilícita de cobre em diversas regiões do RJ
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho

Morre prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, aos 78 anos

Eleito prefeito em 2020, José Bonifácio dedicou sua vida ao serviço público e à sua cidade

Morreu nesta segunda-feira (17), aos 78 anos, o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio Ferreira Novellino (PDT). Carinhosamente conhecido como Zé ou Zezinho, o prefeito lutava contra um câncer, doença com a qual travou uma intensa batalha até o fim.

A informação foi confirmada pela Prefeitura nesta manhã. A morte ocorreu durante a madrugada. José Bonifácio será velado no Palácio das Águias, às 9h. O sepultamento será às 16h, no Cemitério Santa Izabel.

Na sexta-feira (14), o prefeito chegou a pedir afastamento do cargo por questões de saúde. Dessa forma, Magdala Furtado (PL), vice-prefeita, assumiria o posto já nesta segunda.

Foto: Reprodução

Nascido em 14 de maio de 1945 na cidade de Cabo Frio, José Bonifácio, que era filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), era uma figura de destaque na política do Rio de Janeiro, especialmente em sua cidade natal.

Formado em Economia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Bonifácio fez uma carreira longa e variada em serviço público. Ele serviu como vereador e prefeito de Cabo Frio em vários mandatos, entre 1977 e 1983; 1993 e 1996; e 2020 e 2023, infelizmente não conseguindo concluir a chefia do município, além de ser deputado estadual pelo estado do Rio de Janeiro.

A trajetória política também incluiu posições de liderança no PROCON-RJ, na Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ), e ele também atuou como diretor-geral do Departamento das Municipalidades do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Zé também foi vice-prefeito de Arraial do Cabo, secretário municipal de Saúde do município cabista, gerente regional da Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (CERJ), superintendente regional do Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro, subsecretário adjunto dos Direitos do Consumidor na Secretaria de Estado da Casa Civil, e secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca do estado do Rio de Janeiro em 2014. Até a data de sua morte, ele era vice-presidente do Diretório Estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT) no Rio de Janeiro.

A jornada de Zé contra a doença começou em 2018, quando ele foi diagnosticado com câncer de pâncreas, uma das formas mais letais da doença. Apesar disso, ele enfrentou o diagnóstico e, após uma série de tratamentos intensivos, incluindo quimioterapia, superou a doença. Em 2019, contra todas as expectativas, ele foi declarado curado.

A notícia trouxe uma onda de alegria e alívio. Porém, essa vitória seria de curta duração. Dois anos depois, em 2021, os médicos encontraram um novo nódulo no fígado de Bonifácio.

Ainda que a doença estivesse presente, neste ano, ela não tinha se espalhado de forma tão avançada. José Bonifácio continuou a desempenhar as responsabilidades como prefeito de Cabo Frio durante o tratamento.

No início de 2023, Zé precisou enfrentar outra cirurgia pois, após exames de rotina, descobriu uma obstrução nas vias biliares.

Com as sessões de quimioterapia cada vez mais frequentes e o câncer avançando, a saúde de Zé decaiu em abril, quando o mesmo diminuiu o ritmo de expediente na prefeitura. Entretanto, nas duas últimas semanas, a situação piorou ainda mais.