Ouça agora

Ao vivo

Prefeitura de Nova Iguaçu retoma obras do Viaduto de Comendador Soares
Nova Iguaçu
Prefeitura de Nova Iguaçu retoma obras do Viaduto de Comendador Soares
TRE-RJ amplia horário de atendimento até a data do fechamento do cadastro eleitoral
Estado
TRE-RJ amplia horário de atendimento até a data do fechamento do cadastro eleitoral
Capela São Jorge, em Campos, tem programação religiosa nesta terça
Norte Fluminense
Capela São Jorge, em Campos, tem programação religiosa nesta terça
Lula anuncia ampliação do programa Pé-de-Meia
Política
Lula anuncia ampliação do programa Pé-de-Meia
Valendo vaga para as Olimpíadas de Paris, Campeonato Pan-Americano e Oceania de Judô 2024 começa com apoio do Governo do Estado
Esportes
Valendo vaga para as Olimpíadas de Paris, Campeonato Pan-Americano e Oceania de Judô 2024 começa com apoio do Governo do Estado
Projeto Livros nas Praças estará na Praça Mauá nesta terça-feira, feriado de São Jorge
Rio de Janeiro
Projeto Livros nas Praças estará na Praça Mauá nesta terça-feira, feriado de São Jorge
Secretaria de Estado de Saúde identifica aumento de casos de bronquiolite
Estado
Secretaria de Estado de Saúde identifica aumento de casos de bronquiolite

Morre, aos 76 anos, a ex-chacrete Índia Potira

Dançarina, que participou do Cassino do Chacrinha entre 1970 e 1978, lutava contra um câncer
Foto: Divulgação

Maria da Glória Aguiar da Silva, a ex-chacrete Índia Potira, considerada uma das mais famosas dançarinas de Chacrinha, morreu aos 76 anos, morreu nesta terça-feira, aos 76 anos. Segundo amigos próximos, ela lutava havia alguns anos contra um câncer. O corpo da ex-chacrete foi cremado, na tarde desta quarta-feira, no Cemitério do Caju, na Zona Norte do Rio. Índia Potira era moradora da Comunidade da Babilônia, no bairro do Leme, na Zona Sul carioca. A ex-bailarina deixa duas filhas, três netos e três bisnetos.
Potira fez parte do “Cassino do Chacrinha” e dividia o posto de chacrete com nomes como Rita Cadillac, Estrela Dalva e Vera Furacão, Gracinha Copacabana e Cléo Toda. Ela ficou no programa entre 1970 e 1978.