Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Lula afirma que não possui expectativas de discutir “questões” com Zelensky durante o conflito em curso

Chefe do Executivo brasileiro afirmou estar muito interessado na reunião que terá antes, com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Imagem: Reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (19), que não tem expectativas sobre a reunião com o líder ucraniano Volodymyr Zelensky..

O encontro está programado para esta quarta-feira (20), a partir das 17h (de Brasília), em Nova York, em meio à Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Às 16h (horário local), vou receber o Zelensky para conversar sobre os problemas que ele quer conversar comigo”, afirmou Lula.

“Eu não tenho expectativa. A expectativa é de uma conversa de dois presidentes de países. Cada um com seus problemas, cada um com as suas visões”, prosseguiu.

Pedido da Ucrânia

A iniciativa do encontro partiu do lado ucraniano. A CNN apurou com as autoridades do país europeu que o pedido foi feito formalmente pela Embaixada da Ucrânia em Brasília há duas semanas. O Itamaraty confirmou à reportagem a informação.

Zelensky pretende apresentar a Lula os detalhes da guerra no momento e também mais dados sobre seu plano de paz – que inclui pontos como a criação de um tribunal especial para julgar crimes por parte do lado russo, a retirada imediata de tropas do Kremlin de território ucraniano e o pagamento de indenização pela Rússia pela destruição no país vizinho.