Ouça agora

Ao vivo

Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Cinema e cultura popular são os destaques da semana no II Festival de Artes de Nova Iguaçu
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Rio de Janeiro
Lojistas cariocas esperam aumento de 4% nas vendas para o 12 de Junho
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Mundo
Papa emite um raro pedido de desculpas por suposto uso de palavra homofóbica em italiano
Brasil recupera desempenho de alfabetização do período pré-pandêmico
Brasil
Brasil recupera desempenho de alfabetização do período pré-pandêmico
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Destaque
Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Baixada Fluminense
Assistência Social de Belford Roxo abre inscrições para acolhimento familiar de crianças e adolescentes
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades
Estado
Estado anuncia a criação de projeto piloto de prevenção de tragédias climáticas em nove cidades

Jorge Jesus adia acerto com a seleção da Arábia Saudita e monitora movimentos da CBF

Treinador manda recado nas entrelinhas ao deixar o Fenerbahçe e não deseja assinar com seleção saudita até que o Brasil indique seus rumos após reunião por Ancelotti prevista para esta semana.
Foto: Divulgação

Depois de ser campeão da Copa da Turquia, Jorge Jesus confirmou a saída do Fenerbahçe. O treinador português tem uma proposta milionária da seleção da Arábia Saudita nas mãos, mas espera por um aceno da CBF para realizar seu grande sonho: dirigir a seleção brasileira.

Jorge Jesus é, sim, um dos nomes na mesa de Ednaldo Rodrigues para o ciclo até 2026, mas até o momento não houve qualquer sinalização ou contato. O Mister, como é chamado pelo torcedor do Flamengo, faz parte de uma lista de opções que serão discutidas após o fim das tentativas por Carlo Ancelotti.

Carlo Ancelotti é o plano A e não houve contato com nenhum outro treinador até o momento. Ednaldo Rodrigues trata o tema diretamente e, caso haja uma negativa firme do técnico italiano, é ele quem vai escolher o plano B.

Prós e contras cercam o nome do português nas conversas nos bastidores da CBF. Se seria uma opção menos traumática na relação com os clubes brasileiros em comparação com outros nomes que são avaliados, como Abel Ferreira, Fernando Diniz e Dorival Júnior, o perfil centralizador e vaidoso de JJ vai contra ao que Ednaldo deseja para comandar a Seleção.

Depois da conquista da Copa da Turquia, o treinador disse: “Este foi o último dia que representei o Fenerbahçe. A partir de hoje sou treinador desempregado. Vou procurar outras aventuras. Já faz um tempo desde que tomei essa decisão”, afirmou o português.

O Brasil está sem técnico há mais de seis meses, desde a eliminação para a Croácia, nas quartas de final da Copa do Mundo do Catar. Na ocasião, Tite confirmou o que já tinha informado de que não seguiria no comando da Seleção, e Carlo Ancelotti se tornou o chamado “plano A” de Ednaldo Rodrigues.

Com a seleção brasileira na Europa, Jorge Jesus se planeja para assistir o duelo contra Senegal, no dia 20 de junho, em Lisboa, em Portugal. A partida acontece na casa do Sporting. Até lá, Ednaldo Rodrigues já deve ter uma posição mais clara em relação a Carlo Ancelotti.