Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Japão suspende importação de frango do Espírito Santo após casos de gripe aviária

A decisão se deu após o caso de gripe aviária confirmado em zona de criação de aves voltadas para subsistência dos produtores.  
Foto: Divulgação

O Japão suspendeu temporariamente as importações de carne de aves do estado do Espírito Santo. O anúncio foi feito na última quarta-feira (28), pelas autoridades japonesas, queue afirmam que a decisão se deu após o surgimento de mais um caso de gripe aviária, que dessa vez foi confirmado em uma zona de criação de aves voltadas para subsistência dos produtores.

– A fim de tomar todas as medidas possíveis para evitar a propagação desta doença para o Japão, na quarta-feira, 28 de junho de 2023, a importação de aves vivas, carne de aves, etc. do estado do Espírito Santo foi temporariamente suspensa. O motivo da suspensão da importação de aves vivas e carne de aves do país ou região onde ocorreu o surto é evitar que as aves vivas criadas no Japão sejam infectadas com o vírus e para fins de sanidade alimentar – publicado em nota.

Após o anúncio, a A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) publicou que lamenta a decisão do Japão. E reforçou a afirmação do Ministério da Agricultura, de que a medida não está em linha com respaldo da Organização Mundial da Saúde (OMS), pela OMSA e por todos os órgãos internacionais de saúde humana e animal. O organismo internacional indica suspensão de comércio apenas em casos registrados em produção comercial. Esclarecendo ainda que não há qualquer risco de transmissão da enfermidade por meio do consumo de produtos.