Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Homens armados ameaçam subprefeito da Zona Oeste após ação em Campo Grande

A ameaça foi denunciada pelo Prefeito Eduardo Paes, nas redes sociais
Imagem: Reprodução

O prefeito Eduardo Paes fez uma denúncia na última quinta-feira (24) sobre a coação realizada por um grupo criminoso contra os funcionários da subprefeitura da Zona Oeste. Através das redes sociais, o prefeito comunicou que homens altamente armados visitaram a subprefeitura da região para alegar que a operação de ordenamento no calçadão de Campo Grande estava prejudicando os lucros comerciais.

Nas palavras do prefeito: “Fui surpreendido hoje por volta das 15h com a chegada de dois carros, ocupados por indivíduos fortemente armados, à subprefeitura da Zona Oeste. Eles ameaçaram o subprefeito Diogo Borba, afirmando que nossa operação estava prejudicando seus interesses comerciais. Isso é absolutamente inaceitável.”

De acordo com Paes, a administração municipal já estava ciente de que grupos criminosos estavam explorando a presença dos ambulantes, alugando os espaços. “No início desta semana, iniciamos uma operação de organização no calçadão de Campo Grande e nas ruas vizinhas. O propósito desta ação é simplesmente permitir que ambulantes licenciados pela prefeitura possam exercer suas atividades na região. Infelizmente, toda aquela área estava sendo ocupada por bancas de ambulantes ilegais. Já sabíamos que por trás desses ‘ambulantes’ estavam operando grupos criminosos organizados que alugavam esses espaços”, explicou.

O prefeito também rotulou o grupo como “delinquentes” e afirmou que as ameaças não terão o efeito desejado por eles. “Isso só reforçará nossa determinação em combater esses ambulantes falsos que estão explorando problemas sociais para obter lucros. É inadmissível um incidente como este. Que esses delinquentes saibam que essas ordens vêm diretamente do prefeito e que ameaçar os servidores da prefeitura não terá sucesso. Pelo contrário”, assegurou Paes.