Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Guarda Ambiental controla queimadas em Batelão e na área central de São Francisco de Itabapoana

Somente nos primeiros 15 dias de junho, a Guarda Ambiental (GAM) controlou dois focos de incêndio.
Foto: Reprodução

Apesar de ser crime federal e provocar danos à saúde, a ocorrência de queimadas ainda é rotineira em São Francisco de Itabapoana (SFI). Somente nos primeiros 15 dias de junho, a Guarda Ambiental (GAM) controlou dois focos de incêndio.

O caso mais recente aconteceu no dia 10, em um terreno baldio atrás da Praça dos Três Poderes, na área central. No local há muito material que facilita a combustão.

Já no dia dois, uma ação conjunta foi necessária para controlar as chamas às margens da RJ 224, na altura de Batelão de Barra. Durante os trabalhos, as condições de tráfego na rodovia estadual foram severamente afetadas pela fumaça. Agentes e viaturas da Empresa Municipal de Trânsito (Emtransfi) e do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) aturam para garantir a segurança dos condutores.

“Em ambos os casos, foi necessário o apoio do caminhão pipa da Secretaria Municipal de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos. Nossos esforços duraram cerca de duas horas dadas às proporções das chamas”, relatou a guarda ambiental, Deborah Matta.

Foto: Reprodução

O secretário municipal de Segurança, Ordem Pública e Defesa Civil, Edson Brito, destaca que provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental previsto no artigo 41 da lei nº 9.605. A pena varia de dois a quatro anos de prisão e multa.

“Além dos danos ambientais, essa prática gera inúmeros riscos para a população, seja para a saúde de quem inala a fumaça, seja para os condutores de veículos que terão a visibilidade afetada. Por isso, contamos com a ajuda da população para que queimadas como essas não se repitam”, afirmou o secretário.

Brito lembrou que os moradores podem denunciar e avisar o poder público sobre a ocorrência de queimadas pelo telefone da GAM: (22) 9.98925175, que funciona 24h por dia.