Ouça agora

Ao vivo

Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Brasil
Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Destaque
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Política
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Destaque
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Brasil
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Brasil
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Cultura
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho

Governo da Suíça fará doações ao Fundo Amazônia

Conselheiro federal da Confederação Suíça, Guy Parmelin, deu a declaração durante um fórum sobre investimentos e sustentabilidade
Foto: Reprodução

O governo da Suíça informou nesta quarta-feira (5/7), que fará doações em dinheiro para o Fundo Amazônia. O anúncio foi feito durante a abertura do Fórum Brasil-Suíça de investimentos, realizado em Brasília. Os valores não foram divulgados, mas, as primeiras doações devem ocorrer nas próximas semanas. O vice-presidente do Brasil, Geraldo Alckmin agradeceu a ajuda do governo suíço e revelou que o país está entre os 10 maiores investidores no Brasil, com 660 empresas instaladas no país. Os recursos do Fundo Amazônia são usados em ações de promoção de sustentabilidade e combate ao desmatamento na região.

Criado em 2008, o Fundo Amazônia recebe doações majoritariamente da Noruega e também da Alemanha. Em 2019, primeiro ano da gestão Jair Bolsonaro, os países suspenderam os repasses e congelaram os valores para novos projetos, mantendo somente os pagamentos já programados. Além de Suíça, Estados Unidos e Reino Unido já anunciaram que farão aportes ao fundo.