Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Força-tarefa do Governo do Estado fiscaliza ferros-velhos de Itaboraí para combater desmonte ilegal de veículos

Operação começou há 15 dias e já visitou 25 endereços na capital e na Região Metropolitana; empresas do setor terão de se cadastrar
Foto: Divulgação

A força-tarefa do Governo do Estado de combate ao desmonte ilegal de veículos inspecionou nesta terça-feira (25/7) ferros-velhos às margens da BR 101, na altura do distrito de Manilha, em Itaboraí. O objetivo das operações, realizadas diariamente há duas semanas, é eliminar o comércio clandestino de peças roubadas ou furtadas de veículos e, com isso, reduzir o número de furtos de carros de passeio e de veículos de carga no Estado do Rio.

“Estamos fazendo um checklist das situações encontradas em cada ferro-velho e dando prazo às empresas para se adequarem às exigências das leis. Não é possível descartar óleo no solo ou vender peças que não estejam etiquetadas e numeradas, não podendo ser identificadas. As peças serão apreendidas e levadas para depósito público”, disse o chefe de Fiscalização da Corregedoria do Detran-RJ, Alan Rodrigues.

Até agora, 25 ferros-velhos e lojas de autopeças foram inspecionados pela força-tarefa, que reúne agentes do Detran-RJ, policiais militares e civis, e servidores da Secretaria de Fazenda, do Corpo de Bombeiros e do Gabinete de Segurança Institucional. Por enquanto, as inspeções têm caráter preventivo e educativo, e os donos dos ferros-velhos estão sendo orientados a se adequar à lei federal 12.977, de 2014, que disciplina o desmonte de veículos.

A partir da segunda quinzena de agosto, porém, as operações terão caráter fiscalizatório, e os agentes vão exigir que os ferros-velhos estejam credenciados no Detran-RJ, tenham aprovação de funcionamento do Corpo de Bombeiros e cumpram as leis ambientais para descarte de óleo no solo. Além disso, terão de comprovar a procedência das peças que comercializam através de etiquetas individuais, que serão impressas em gráficas credenciadas pelo Detran-RJ.

Todas as informações necessárias para o credenciamento das empresas constam da portaria Detran nº 6295, de setembro de 2022, que normatiza os procedimentos tecnico-operacionais deste segmento no estado. No site do Detran-RJ, as informações podem ser obtidas acessando a aba “Veículos”, depois “Desmontagem” e “O que é”.

Os estabelecimentos podem se credenciar no protocolo geral do Detran-RJ (Avenida Presidente Vargas, 817, Centro, ou pelo e-mail protocolo@detran.rj.gov.br) ou pelo Sistema Eletrônico de Informações – SEI, via usuário externo. Os ferros-velhos de fora da capital podem recorrer às CIRETRANs do Detran-RJ. Os empresários estão sendo advertidos de que o descarte de óleo no solo pode ensejar prisão do responsável e multa da empresa.