Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Fluminense faz “jogo do ano” para manter vivo sonho da Libertadores

Clube se preparou física e psicologicamente para a decisão contra o Sporting Cristal nesta terça
Foto: André Durão

Nós precisávamos deixar Cano e Ganso, que são jogadores que não têm a mesma recuperação dos mais jovens, muito mais frescos para o jogo decisivo, talvez o mais importante da temporada até aqui, na terça-feira.

A frase acima é de Eduardo Barros, auxiliar técnico de Fernando Diniz, ao explicar a decisão de poupar dois destaques do Fluminense na entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Bahia no último sábado. O jogo “mais importante da temporada” do qual ele se refere é o desta terça-feira, às 21h (de Brasília) no Maracanã, contra o Sporting Cristal, do Peru, valendo uma vaga nas oitavas de final da Libertadores.

Líder do Grupo D com nove pontos, o time tricolor teve duas chances de garantir antecipadamente sua classificação: jogou por um empate contra o The Strongest, da Bolívia, mas perdeu por 1 a 0 na temida altitude de La Paz; e também por uma igualdade diante do River Plate, da Argentina, só que foi derrotado por 2 a 0 no Monumental de Núñez.

Ficou tudo para a última rodada e ganhou contornos dramáticos, já que o Sporting Cristal, com sete pontos, impediu uma eliminação precoce e chega como franco atirador pela vaga. Nesta terça, é praticamente um mata-mata antecipado. Ao Fluminense, basta um empate novamente para manter vivo o sonho do título inédito e, assim, evitar uma crise. No protesto há duas semanas na porta do CT Carlos Castilho, uma das faixas cobrava a classificação com a mensagem: “Libertadores é obrigação”.
Para encarar os peruanos, que tentarão um novo “Maracanazo”, o Fluminense se preparou física e psicologicamente desde o último sábado. Contra o Bahia, descansou quatro titulares do time: Ganso e Cano, poupados; Felipe Melo, preservado após sentir um desconforto no joelho direito; e André, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo. E em campo, a virada heroica com um jogador a menos deu moral e resgatou a confiança após a sequência de resultados ruins.
– Jogo importante, uma final de campeonato para nós. Até então vai ser o jogo mais importante da nossa temporada. Maracanã lotado… A gente espera realmente poder fazer com que o Fluminense classifique em primeiro lugar, trazer essa vitória para casa. Sabemos que não vai ser fácil, futebol hoje em dia nunca é fácil, mas estamos bem preparados, treinando muito, muito mesmo, para entrar em campo, fazer aquilo que estamos treinando e trazer os três pontos para as Laranjeiras – declarou Felipe Melo, um dos líderes do elenco.
Após a eliminação precoce na Copa do Brasil, onde caiu diante do Flamengo nas oitavas de final, o Fluminense se viu obrigado a ir mais longe do que o planejado em outras frente para conseguir cumprir o seu orçamento de 2023. O clube previa chegar pelo menos até as quartas de final, com isso deixou de ganhar R$ 4,3 milhões. E a Libertadores pode representar uma reposição para esse prejuízo.

O clube vem conseguindo manter os salários em dia na carteira de trabalho (CLT) com jogadores e funcionários, mas direitos de imagem, premiações de atletas e remuneração de pessoas jurídicas (PJs) vem sofrendo com atrasos. Os problemas financeiros do Fluminense vem de anos, e a situação, embora tenha melhorado, continua delicada.

O Fluminense anunciou na última segunda-feira que mais de 50 mil torcedores garantiram presença no jogo desta terça, entre check-ins de sócios e ingressos vendidos. E o fator “casa cheia” é outro trunfo que o clube aposta para espantar qualquer chance de zebra no Maracanã.

 A gente sabe que vai ser um jogo difícil, o time deles é bom. Tivemos dificuldades lá, mas conseguimos a vitória. E eles conseguiram a vitória na altitude (contra o The Strongest na Bolívia), o que é difícil, e agora vêm confiantes. Mas nós estamos jogando em casa, com o apoio da nossa torcida. Jogar contra o Fluminense aqui dentro é difícil, vamos procurar a vitória e sair classificados – disse Keno, após a vitória sobre o Bahia.