Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Flu já protagonizou vitória épica e batalha campal com adversário das oitavas da Libertadores

Jogo na Argentina em 2011, Flu teve que contrariar a matemática para avançar.
Foto: Divulgação

O Fluminense terá pela frente o Argentinos Juniors (ARG), nas oitavas de final da Libertadores. Em 2011, o Tricolor protagonizou uma vitória épica fora de casa diante dos argentinos para avançar na competição. A partida, porém, terminou numa briga generalizada. Uma partida que ficou marcada na memória dos torcedores e também de quem viveu tudo aquilo dentro das quatros linhas.

No Estádio Diego Maradona, o Fluminense saiu na frente com gol do lateral-esquerdo Júlio César, mas Salcedo, de pênalti, igualou ainda no primeiro tempo. Antes do intervalo, Fred acertou cobrança de falta e recolocou o Tricolor na frente.

Veio a segunda etapa e Oberman empatou novamente. Aos 23, Rafael Moura fez o terceiro do Fluminense. Aos 43, Fred converteu pênalti sofrido por Edinho e garantiu o Tricolor nas oitavas de final. O gol do artilheiro e ídolo foi determinante para o Flu passar em segundo, pois o América venceu a chave e a equipe das Laranjeiras ficou empatada em pontos com o Nacional. A classificação veio nos gols pró.

Ao apito final, os argentinos partiram para cima protagonizando uma verdadeira selvageria e batalha campal no episódio que ficou marcado, com Gum partindo para cima do Escudero.

“Gum, guerreiro, deu porrada no Escudero!”. A música que depois foi cantada nas arquibancadas pela torcida tricolor teve origem no conflito após o jogo na Argentina. A vitória do Fluminense foi sacramentada após gol de Fred, em cobrança de pênalti, aos 43 minutos do segundo tempo. O resultado deixou o Argentinos Juniors fora da competição.