Ouça agora

Ao vivo

Trabalha Rio estará em quatro bairros nesta semana para cadastrar currículos
Rio de Janeiro
Trabalha Rio estará em quatro bairros nesta semana para cadastrar currículos
Em reunião com prefeitos das regiões Norte e Noroeste, governador apresenta mais de 450 ações realizadas no interior
Estado
Em reunião com prefeitos das regiões Norte e Noroeste, governador apresenta mais de 450 ações realizadas no interior
Lancha explode em Cabo Frio e deixa nove feridos
Costa do Sol
Lancha explode em Cabo Frio e deixa nove feridos
Angra vai sediar evento sobre desenvolvimento sustentável
Angra dos Reis
Angra vai sediar evento sobre desenvolvimento sustentável
Estados e municípios terão plano de combate à violência contra mulher
Destaque
Estados e municípios terão plano de combate à violência contra mulher
Serviço de microchipagem em animais será lançado nesta quarta em Macaé
Norte Fluminense
Serviço de microchipagem em animais será lançado nesta quarta em Macaé
Maricá das Artes oferece dois saraus culturais este mês
Maricá
Maricá das Artes oferece dois saraus culturais este mês

Ferramenta de recusa automática de corrida mal paga vira alvo de uma ação judicial pela Uber

A empresa tentou obter uma liminar para remover essas ferramentas, mas o pedido foi negado pela Justiça.

A Uber entrou com uma ação judicial contra a startup StopClub para evitar o uso de ferramentas que auxiliam os motoristas na tomada de decisão para aceitar corridas. A empresa tentou obter uma liminar para remover essas ferramentas, mas o pedido foi negado pela Justiça.

A StopClub, com sede no Rio, oferece serviços para motoristas de aplicativos e criou a Calculadora de Ganhos com o aplicativo MacroDroid, que permite programar funções automáticas em celulares Android. A ferramenta possibilita ao motorista saber imediatamente o valor da corrida por quilômetro ou por minuto, além de permitir a definição de um valor mínimo para recusar corridas.

Quando uma corrida próxima ao motorista é oferecida, ele recebe um aviso com informações sobre o preço final, distância até o passageiro e da corrida. Ele tem 7 segundos para aceitar ou recusar a corrida, e normalmente faz o cálculo de cabeça baseado em experiências anteriores.

A Uber justifica a ação judicial como uma forma de “garantir a integridade da plataforma” e manter a experiência satisfatória para os usuários que buscam viagens. A empresa ressalta que o uso de ferramentas automatizadas, em detrimento das interações humanas, é proibido pelas regras da plataforma e que o funcionamento de robôs como esses prejudica a confiabilidade do serviço como um todo, afetando usuários e motoristas parceiros.