Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Estado do Rio têm 90,6% das residências urbanas conectado à rede de esgoto

Levantamento considera dados apurados na Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD) do ano passado.
Foto: Reprodução

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta sexta-feira (16), um estudo no qual o Rio aparece entre os estados com maior proporção de domicílios urbanos conectados à rede de esgoto. Feita com dados de 2022, a pesquisa indica que 90,6% das residências fluminenses têm conexão com o sistema de coleta.

No geral, o Rio de Janeiro só fica atrás de três estados: São Paulo (96,4%), Distrito Federal (94,1%) e Minas Gerais (92,3%).

A estatística faz parte do módulo Características Gerais dos Domicílios e dos Moradores da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), que também coloca a região Sudeste do país como a mais adequada no serviço básico.

Ao todo, 6.565 imóveis foram visitados pelas equipes do IBGE, sendo que desse total 5.352 possuíam rede geral ou rede pluvial. Os 1.213 lares restantes tinham fossas sépticas ligadas à rede ou não ligadas à rede, além de outros tipos de métodos.

De acordo com o estudo, os números do Rio seguem a linha do que é visto em praticamente todo o sudeste, onde 89,1% de todas as moradias estão conectadas. Quando avaliado apenas os imóveis em área urbana, o número sobe para 93,9% das residências urbanas com rede de esgoto.