Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Estado do Rio registra mais de 74 mil novos postos de trabalho no primeiro semestre, destaca Firjan

Análise da federação mostra que quase 80% das vagas foram para trabalhadores com Ensino Médio
Foto: Reprodução

Análise feita pela Firjan com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) destaca que, com a criação de 13.490 empregos em junho, o estado do Rio acumula 74.387 novos postos de trabalho formais no primeiro semestre de 2023. O setor de Serviços (+56,2 mil) foi o principal responsável pelo desempenho, com destaque para as atividades da Administração Pública, de Alimentação e Educação.

A indústria (+21,9 mil) aparece em seguida, sendo os segmentos da Construção Civil e as atividades ligadas à cadeia de petróleo os principais contratantes. O setor industrial também se destaca pelo salário médio inicial de R$ 2.525 – o maior entre os grandes setores econômicos e superior à média geral do estado, de R$ 2.103,61. A Agropecuária registrou saldo positivo de 1,4 mil novas vagas, enquanto o Comércio (-5,1 mil) continua com saldo negativo no ano.

A Firjan também aponta que, das 74.387 vagas criadas no estado, 58.217 (78,3%) foram para trabalhadores com Ensino Médio. Para trabalhadores com nível superior, foram 9.181 (12,3%) novos empregos. E para profissionais que tinham até o Ensino Fundamental completo, foram criadas 6.989 (9,4%) vagas.