Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Estado do Rio começa a receber compensação por perdas do ICMS motivadas por leis federais

Serão abatidos R$ 421 milhões da dívida com a União, com direito a repasse para municípios.
Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (03) o Estado do Rio de Janeiro começa a ser compensado, pelas perdas de arrecadação motivadas causadas pela redução do ICMS de combustíveis, energia elétrica e telecomunicações no segundo semestre de 2022. As mudanças foram determinadas em julho do ano passado pelas leis complementares federais 192 e 194. Conforme acordo firmado com a União, o Rio não precisará pagar a parcela da dívida de julho com o governo federal, de cerca de R$ 421 milhões. E os municípios fluminenses receberão, por meio dos repasses, 25% do valor economizado, seguindo o que determina a legislação e compensando as perdas que as prefeituras tiveram na receita de ICMS.

A primeira parcela para os municípios, com valor total de R$ 105 milhões, estará disponível em 11 de julho. Desse total, 20% serão destinados pelo estado ao Fundeb, seguindo determinação legal. A quantia a que cada cidade terá direito já pode ser consultada no Portal da Transparência Fiscal (www.fazenda.rj.gov.br/transparencia). Basta clicar em “Transferências Municipais” e “Estimativa de repasses do estado aos municípios”.

Esse procedimento vai se repetir mensalmente até outubro (veja tabela abaixo), quando termina a compensação acordada para este ano, no valor total de R$ 1,2 bilhão. Além dos 25% para os municípios, o estado vai destinar 25% para a Educação e 12% para a Saúde, respeitando os mínimos constitucionais. Para 2024 e 2025, as quantias compensadas serão de R$ 1,6 bilhão e R$ 807 milhões, respectivamente, totalizando, ao final dos três anos, R$ 3,6 bilhões. Todos os estados receberão compensações pelas perdas causadas em virtude da redução do ICMS.

COMO SERÁ A COMPENSAÇÃO EM 2023 (VALORES APROXIMADOS):

MÊS VALOR ABATIDO DA

DÍVIDA COM A UNIÃO

REPASSE PARA

OS MUNICÍPIOS

Julho R$ 421 milhões R$ 105 milhões
Agosto R$ 363 milhões R$ 90 milhões
Setembro R$ 377 milhões R$ 94 milhões
Outubro R$ 56 milhões R$ 14 milhões