Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Educação receberá do estado recursos adicionais no valor de R$ 282 milhões este ano

Decreto regulamentando o cumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta foi publicado nesta quarta-feira
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O governador em exercício Thiago Pampolha publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (13) decreto regulamentando o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado em maio com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que garante mais recursos para a Educação. Somente este ano, serão repassados R$ 282 milhões em quatro parcelas mensais. Já o valor total será de cerca de R$ 2,7 bilhões, pagos de maneira escalonada até 2042.

– Esses recursos poderão ser usados em iniciativas de manutenção e desenvolvimento da Educação. Investimentos como este são a melhor maneira de assegurar um futuro melhor para o nosso estado – afirmou Thiago Pampolha.

Por meio do TAC, o estado vai injetar recursos adicionais na Educação, além do cumprimento do mínimo constitucional de investimento no setor de 25% da receita líquida. Os valores serão repassados no dia 20 de cada mês.

– Construímos um acordo que garante os recursos necessários e permite o seu uso com planejamento e autonomia – explicou o secretário de estado de Fazenda, Leonardo Lobo.

Ao longo dos 20 anos de pagamentos adicionais, o montante será corrigido pelo IPCA, índice oficial de inflação. Com o Termo de Ajustamento de Conduta, a atual gestão resolve passivos de governos anteriores e do período mais agudo da pandemia de Covid-19, entre os anos de 2016 e 2021. O TAC é fruto de um trabalho das secretarias de Fazenda, Educação e Ciência, Tecnologia e Inovação.

– Ainda há muito a se fazer para alcançarmos a educação pública que tanto desejamos, mas esta medida mostra que estamos no caminho certo, valorizando os profissionais da educação e garantindo o acesso e a permanência dos nossos jovens em sala de aula para que tenham um futuro melhor – disse a secretária de estado de Educação, Roberta Barreto.