Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Eduardo Paes diz ser contrário à recomendação da UFRJ sobre volta do uso de máscaras

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, endossou a fala do prefeito do Rio e afirmou que não há nenhuma alteração no cenário epidemiológico que justifique a medida
Foto: Divulgação

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, publicou nesta quinta-feira em seu perfil nas redes sociais que é contrário à medida da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que recomenda o retorno do uso de máscara contra a Covid-19. De acordo com a instituição, a decisão, informada por meio de nota técnica, é decorrente do aumento “moderado e progressivo de casos positivos diagnosticados”.

Na publicação, Paes ainda cita o ensino à distância, uma das medidas adotadas durante o período de isolamento ao longo da pandemia mundial do coronavírus.

Na nota técnica da UFRJ, divulgada na tarde desta quarta-feira, o alerta é direcionado a alunos e funcionários da instituição. É recomendado “o uso adequado de máscaras em ambientes fechados e em contextos de aglomeração” bem como a “higienização frequente das mãos”. Os dados referentes ao número de casos tem sido acompanhados pelo Núcleo de Enfrentamento e Estudos em Doenças Infecciosas Emergentes e Reemergentes (Needier), que destaca a “preocupação com uma nova onda de Covid-19, fato já constatado em outros países”.

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, endossou a fala de Paes e afirmou que “não há neste momento nenhuma alteração no cenário epidemiológico que justifique o uso indiscriminado de máscara”. O médico ainda destaca a necessidade da população acima de 12 anos tomar a dose de reforço com a vacina bivalente, disponível nos postos da cidade.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirma que “não observou aumento representativo de casos e óbitos de Covid-19 nas últimas semanas” e que a pasta “acompanha diariamente os indicadores precoces da doença no estado, entre eles, o número de solicitações de leitos e de atendimentos nas emergências e nas UPAs da rede estadual”.

Segundo o comunicado, até o momento, não foi identificado aumento significativo. A secretaria também diz que “há ainda monitoramento das variantes do vírus SARS-CoV-2 por meio de vigilância genômica. A Ômicron segue como a cepa predominante dos casos sequenciados pelo estudo”.