Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Ecoponto arrecada cinco toneladas de resíduos em menos de um mês

Iniciativa da Prefeitura de São Gonçalo é revertida em dinheiro para população.
Foto: Reprodução

Em pouco menos de um mês em funcionamento, o Ecoponto do Barro Vermelho já arrecadou quase cinco toneladas de resíduos. A primeira unidade pública, administrada pela Prefeitura de São Gonçalo, criada com o objetivo de dar fim ao despejo irregular de materiais recicláveis, diminuir os impactos negativos no meio ambiente e estimular a educação ambiental, já conta com 207 pessoas cadastradas. Todos eles têm uma conta digital onde um crédito é gerado de acordo com o material descartado. Em São Gonçalo, o lixo já vale dinheiro.

O material mais recebido – até o último levantamento realizado pela Eccos Sustentável, empresa responsável pela gestão do Ecoponto é o papelão, que já gerou mais de R$ 150 aos colaboradores cadastrados. Ao todo, foram pagos mais de R$ 1.500 somando todos os materiais recolhidos.

No Ecoponto, são aceitos materiais recicláveis de plásticos (garrafas PET, potes, embalagens de plástico em geral), papéis (jornais, revistas, folhetos, caixas de papelão, embalagens de papel), vidros (potes de alimentos, garrafas, copos, cacos de vidro), metais (latas de alumínio, latas de aço, pregos, tampas, panelas de alumínio, cobre, ferro), eletros (aparelhos de televisão, computadores, celulares, eletrodomésticos, rádios, geladeira, microondas), e óleo de cozinha vegetal usado. O valor do quilo de cada tipo de material recebido é calculado de acordo com a Bolsa de Valores, variando semanalmente.

Aqueles que desejam se cadastrar são recebidos na unidade por uma equipe capacitada que realiza a abertura da conta digital. Assistentes sociais auxiliam os interessados que não têm todos os documentos necessários para o prosseguimento do cadastro. O material entregue será revertido em crédito para o gonçalense, uma espécie de moeda social, que vai poder ser usada em estabelecimentos parceiros cadastrados.

Além do cadastro realizado em troca de dinheiro, o Ecoponto também aceita a entrega voluntária dos materiais. Para isso, basta o cidadão descartar nos locais sinalizados na entrada na unidade.

A implementação do Ecoponto em São Gonçalo faz parte da Meta 18 do Plano Estratégico Novos Rumos, desenvolvido pela Secretaria de Gestão Integrada e Projetos Especiais, cujo principal objetivo é reduzir os impactos dos resíduos sólidos descartados no município.

A previsão é de que, em menos de dois meses, mais uma unidade do Ecoponto seja entregue à população. O novo espaço será no bairro Santa Luzia, ao lado da Escola Municipal Anísio Spínola Teixeira e da USF Elsa Borges Pereira.

O Ecoponto Barro Vermelho fica na Rua Lúcio Tomé Feteira, ao lado da Escola Municipal Joaquim Lavoura, no Barro Vermelho, e funciona de segunda a sexta, de 9h às 16h.